UM CAMINHO PARA A PROCLAMAÇÃO DE CRISTO – Atos 9.32-43

ATOS 9.32-43 

Grande Ideia: A MENSAGEM DO REINO ALCANÇA GENTIOS PELO PODER DE DEUS E PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO. 

INTRODUÇÃO: 

Lendo o comentário bíblico de Wiersbe, me deparei com algumas frases importantes desse pregador, que eu gostaria de compartilhar com os irmãos: “Qual é o maior milagre que Deus pode fazer para nós? Alguns diriam que é a cura do corpo. Outros votariam em favor da ressurreição dos mortos. Mas, a meu ver, o maior milagre de todos é a salvação de um pecador. Isso porque custou alto preço, produz os maiores resultados e traz mais glória a Deus.” Confesso aos irmãos que, por mais que sejam impressionantes os milagres que leremos no texto de nossa reflexão de hoje, a salvação do pecador é algo, realmente, sem explicação e com efeitos eternos, portanto, preciso concordar com este comentarista. 

Nosso texto de hoje está em Atos, capítulo 9.32-43. No início deste capítulo, Lucas narrou como Cristo transformou a vida de Saulo de perseguidor da Igreja para pregador do Evangelho, agora um perseguido dos judeus. Lucas faz um relatório de progresso da igreja em Atos 9.31, afirmando que, com a conversão de Saulo, as igrejas de toda região da Judeia e Galileia agora desfruta de paz para seguir no seu trabalho. Alguns comentários dizem que já estamos há cerca de 8 a 10 anos após o Pentecoste, registrado em Atos 2. 

Assim, chegamos ao verso 32-35 em diante, que passo a ler com os irmãos: 

Atos 9.32-35 

32 E aconteceu que, passando Pedro por toda a parte, veio também aos santos que habitavam em Lida. 33 E achou ali certo homem, chamado Eneias, jazendo numa cama havia oito anos, o qual era paralítico. 

34 E disse-lhe Pedro: Eneias, Jesus Cristo te dá saúde; levanta-te e faze a tua cama. E logo se levantou. 35 E viram-no todos os que habitavam em Lida e Sarona, os quais se converteram ao Senhor. 

1. O PODER DE DEUS SOBRE OS VIVOS.  

Aproveitando o período de paz que aconteceu após a conversão de Saulo, o que deve ter diminuído a perseguição à igreja, Pedro inicia um ministério itinerante, viajando por vários lugares, talvez para saber como o Evangelho estava crescendo por onde os crentes haviam passado. 

Agora Pedro está em Lida. Uma cidade, da região da Judéia, que ficava cerca de 48 km de Jerusalém e há cerca de 15 km de Jope. Em Lida, Pedro conheceu o homem chamado Eneias que estava há 8 anos na cama, por ser paralítico. Assim, podemos compreender que estando paralítico por tanto tempo, sua condição, aos olhos humanos era irreversível.  

Nesta hora, tive que me lembrar das palavras do anjo que anunciou o nascimento de Jesus a Maria, sua mãe. Lucas 1.34-37 registra essa história: “34 Maria perguntou ao anjo: “Como isso acontecerá? Eu sou virgem!”. 35 O anjo respondeu: “O Espírito Santo virá sobre você, e o poder do Altíssimo a cobrirá com sua sombra. Portanto, o bebê que vai nascer será santo, e será chamado Filho de Deus. 36 Além disso, sua parenta, Isabel, ficou grávida em idade avançada. As pessoas diziam que ela era estéril, mas ela concebeu um filho e está no sexto mês de gestação. 37 Pois nada é impossível para Deus”. É isso! Nada é impossível para Deus. Nem mesmo curar um homem paralítico há 8 anos.  

Pedro exalta o Senhor Jesus Cristo ao dizer: “Eneias, Jesus Cristo te dá saúde; levanta-te e faze a tua cama. E logo se levantou.” A cura foi imediata. Aqui temos a obediência de Eneias em ação, que se levantou imediatamente. O primeiro milagre de Pedro foi curar um homem aleijado próximo à porta do templo em Jerusalém. Agora na Judeia, ele está curando outro aleijado. No primeiro milagre, Pedro aproveitou a aglomeração das pessoas para lhes pregar o evangelho. Agora, embora o texto não relate, não duvidamos que o Evangelho fora pregado a todos os que tiveram contato com o Eneias curado, nas cidades de Lida e Sarona (uma cidade próxima). A manifestação do poder de Jesus curando Eneias e a pregação de Pedro levam uma multidão de pessoas a Cristo. O reino de Deus estava agindo, mais pessoas foram acrescentadas a ele.  

Hoje, estamos vivendo em época diferente. Não temos mais os apóstolos fazendo sinais, mas ainda temos o Cristo ressuscitado, vivo, agindo com poder. Todos nós podemos contar como Deus, em sua muita graça e misericórdia, tem curado pessoas para sua glória. A fim de que o Evangelho continue a ser pregado e pessoas creiam em Cristo para sua salvação, ainda somos agraciados com o poder de Deus. Aqui mesmo em nossa igreja, oramos pela recuperação de muitas pessoas e hoje elas têm suas vidas preservadas. Milagres do Senhor acontecem. Deus pode usar médicos e remédios, Deus pode intervir de forma especial curando ou preservando vidas. Tudo será feito conforme sua vontade soberana e visando a salvação do perdido. 

Convido você a ler comigo agora Atos 9.36-43 

36 E havia em Jope uma discípula chamada Tabita, que traduzido se diz Dorcas. Esta estava cheia de boas obras e esmolas que fazia.  37 E aconteceu naqueles dias que, enfermando ela, morreu; e, tendo-a lavado, a depositaram num quarto alto. 

38 E, como Lida era perto de Jope, ouvindo os discípulos que Pedro estava ali, lhe mandaram dois homens, rogando-lhe que não se demorasse em vir ter com eles.  

39 E, levantando-se Pedro, foi com eles; e quando chegou o levaram ao quarto alto, e todas as viúvas o rodearam, chorando e mostrando as túnicas e roupas que Dorcas fizera quando estava com elas. 

40 Mas Pedro, fazendo sair a todos, pôs-se de joelhos e orou: e, voltando-se para o corpo, disse: Tabita, levanta-te. E ela abriu os olhos, e, vendo a Pedro, assentou-se. 41 E ele, dando-lhe a mão, a levantou e, chamando os santos e as viúvas, apresentou-lha viva. 42 E foi isto notório por toda a Jope, e muitos creram no Senhor. 43 E ficou muitos dias em Jope, com um certo Simão curtidor. 

2. O PODER DE DEUS SOBRE OS MORTOS 

Como já dissemos antes, Jope ficava a cerca de 15 km de Lida. Era bem pertinho. Jope é a mesma cidade de onde Jonas partiu para fugir da presença do Senhor para não pregar aos gentios, e foi em Jope que Deus chamou Pedro para pregar aos gentios, como veremos em nosso estudo do capítulo 10. 

Em Jope, morreu uma discipula, uma crente fiel, chamada Tabita ou Dorcas. Pelo relato do verso 36, devia ser uma pessoa muito útil no trabalho social da igreja. Dorcas era, com certeza, aquele tipo de pessoa que a gente se pergunta, por que Deus a levou no momento que a igreja mais precisava dela. Quantas pessoas que são muito úteis à igreja do Senhor que morrem e a gente custa a conseguir que as substitua. 

Os cristãos de Jope, sabendo que Pedro estava na cidade vizinha, mandaram chamá-lo imediatamente. Neste ponto, preciso aproveitar e concordar com as palavras de Wiersbe, ao lembrar que “Não há qualquer registro em Atos de que algum dos outros apóstolos já houvesse ressuscitado mortos, de modo que o fato de mandarem chamar Pedro foi uma prova de sua fé no poder do Cristo ressurreto. Quando Jesus ministrou na Terra, ressuscitou pessoas dentre os mortos; assim sendo, por que não poderia fazer o mesmo de seu trono exaltado na glória?” 

Pedro foi para Jope acompanhando os cristãos que foram busca-lo em Lida. O corpo já lavado e preparado para o sepultamento, conforme os costumes judaicos, estava no quarto alto. Naquele quarto haviam viúvas que choravam a morte de Dorcas e que mostraram a Pedro as roupas que ela fazia. Viúvas e órfãos não tinham sustento e dependiam da ajuda de amigos. A situação dessas pessoas era tão difícil, que Tiago, o irmão de Jesus, e que foi um dos líderes (pastores) da igreja em Jerusalém, escreveu em Tiago 1.27 que “A religião pura e imaculada para com Deus e Pai, é esta: Visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações, e guardar-se incontaminado do mundo.” É possível que essas viúvas fossem pessoas que haviam sido ajudadas por Dorcas. 

Os versos 40 e 41 trazem o relato da ressurreição de Dorcas. O episódio é comparado pelos comentaristas bíblicos à ressurreição da filha de Jairo por Jesus, relatada em Marcos 5.34-43. Jesus mandou que todos saíssem do quarto, foi até onde estava a menina, tomou-a pela mão e disse: talitá cumi: menina, levanta-te. Pedro fez o mesmo, fazendo sair a todos, então se ajoelhou e orou: e, depois, se dirigiu para o corpo de Dorcas e disse: “Tabita, levanta-te”. E ela abriu os olhos, e, vendo a Pedro, assentou-se. E Pedro então lhe deu a mão, a levantou e, chamando os santos e as viúvas, apresentou-lha viva. Aqui, diferente de Eneias em que ele obedeceu e levantou-se, temos uma ação soberana de Deus, pois Dorcas estava morta e não podia exercer sua fé.  

A notícia da ressurreição de Dorcas também se espalhou e era uma prova cabal de que Jesus Cristo estava vivo e continuava agindo com poder por meio de sua igreja. Também aqui não tenho dúvidas de que Pedro tenho usado esse fato para testemunhar de Jesus e ajudar as pessoas a crerem nele como o Cristo, como o messias, o rei dos reis e senhor dos senhores, o salvador de todo aquele que nele crê. 

Meus irmãos nenhuma pessoa pode fundamentar sua fé em milagres, ou na experiência pessoal, ainda que seja extraordinária, espetacular. Nossa fé é baseada na Palavra de Deus, na Bíblia. Paulo nos ensinou isso em Rm 10.17 afirmando que a fé vem pelo ouvir a Palavra de Deus. Milagres são, sem dúvida, um caminho usado por Deus para manifestação de seu poder, para conduzir pessoas à fé em Jesus Cristo. 

Na medida em que pessoas querem apenas os milagres e Cristo não seja crido ou obedecido, é possível que tais sinais não aconteçam. 

O texto termina afirmando que Pedro ficou muitos dias em Jope, na casa de um certo Simão, curtidor. Alguns comentaristas afirmam que esse relato já mostra uma mudança no coração de Pedro para com os gentios, uma vez que o serviço de curtidor mexia com animais mortos, prática considerada imunda para os judeus. Deus já estava trabalhando o coração de Pedro para o que viria dias depois – a abertura do reino de Deus para os gentios, conforme veremos em Atos 10. 

APLICAÇÕES: 

  1. Vimos que a mensagem do reino alcança gentios pelo poder de Deus e proclamação do Evangelho de Jesus. 
  1. O evangelho estava avançando de Jerusalém para Judeia e Samaria e chegaria aos gentios para que chegasse até nós. Por toda parte, pessoas compartilhavam Cristo. Um grande exemplo para todos nós. Temos uma missão de compartilhar Jesus e não podemos nos calar sobre isso. 
  1. Deus tem poder sobre vivos e mortos. Ele curou um enfermo e ressuscitou uma pessoa morta. Paulo afirma que o poder que ressuscitou a Jesus Cristo é o mesmo que opera sobre nós. Precisamos crer nisso e nos submeter à autoridade e poder de Jesus. 
  1. Todas os milagres foram apenas caminho para que pessoas cressem em Jesus. Não podemos fazer dos milagres um fim em si mesmo. O propósito de Deus é mais do que melhorar a vida das pessoas neste mundo, o propósito de Deus é salvar pecadores e conduzi-los à eternidade em comunhão com Ele.  
  1. Nossa missão como crentes é orar e interceder por todos os que sofrem, ajudando aos que precisam de nós, e levando as boas notícias da salvação em Cristo a todos que se perdem pelos seus pecados.  
  1. A salvação é o maior milagre que Deus pode operar numa vida. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.