Atos 4.5-22 JESUS, O NOME QUE É SOBRE TODO NOME! sermão 10

Atos 4.5-22

5 +No dia seguinte, o conselho das autoridades, dos líderes do povo e dos mestres da lei se reuniu em Jerusalém.

6 +Estavam ali Anás, o sumo sacerdote, e também Caifás, João, Alexandre e outros parentes do sumo sacerdote.

7 +Mandaram trazer Pedro e João e os interrogaram: “Com que poder, ou em nome de quem, vocês fizeram isso?”.

8 +Cheio do Espírito Santo, Pedro lhes respondeu: “Autoridades e líderes do povo,

9 +estamos sendo interrogados hoje porque realizamos uma boa ação em favor de um aleijado, e os senhores querem saber como ele foi curado.

10 +Saibam os senhores e todo o povo de Israel que ele foi curado pelo nome de Jesus Cristo, o nazareno, 21 a quem os senhores crucificaram, mas a quem Deus ressuscitou dos mortos.

11 +Pois é a respeito desse Jesus que se diz: ‘A pedra que vocês, os construtores, rejeitaram se tornou a pedra angular’. 

12 +Não há salvação em nenhum outro! Não há nenhum outro nome debaixo do céu, em toda a humanidade, por meio do qual devamos ser salvos”.

13 +Quando os membros do conselho viram a coragem de Pedro e João, ficaram admirados, pois perceberam que eram homens comuns, sem instrução religiosa formal. Reconheceram também que eles haviam estado com Jesus.

14 +Mas não havia nada que pudessem fazer, pois o homem que tinha sido curado estava ali diante deles.

15 +Assim, ordenaram que Pedro e João fossem retirados da sala do conselho23  e começaram a discutir entre si.

16 +“Que faremos com esses homens?”, perguntavam uns aos outros. “Não podemos negar que realizaram um sinal, como todos em Jerusalém sabem.

17 +Mas, para evitar que espalhem sua mensagem, devemos adverti-los de que não falem nesse nome a mais ninguém.”

18 +Então os chamaram de volta e ordenaram que nunca mais falassem nem ensinassem em nome de Jesus.

19 +Pedro e João, porém, responderam: “Os senhores acreditam que Deus quer que obedeçamos a vocês, e não a ele?

20 +Não podemos deixar de falar do que vimos e ouvimos!”.

21 +Os membros do conselho fizeram novas ameaças, mas, por fim, os soltaram. Não sabiam como castigá-los sem provocar um tumulto, visto que todos louvavam a Deus pelo ocorrido,

22 +pois o aleijado que havia sido curado milagrosamente tinha mais de quarenta anos de idade.

Grande ideia: O Nome de Jesus, sendo fonte de autoridade, de poder e de salvação, deve ser proclamado a todo custo.

INTRODUÇÃO:

                A palavra nome aparece 5 vezes nessa passagem, nos versos 7, 10, 12, 17 e 18. O que aconteceu neste capítulo está todo relacionado ao nome de Jesus. A discussão dos líderes Judeus não é sobre a cura, necessariamente, eles não estão satisfeitos com a pregação do nome de Jesus. As obras das trevas, nesta passagem, tentando atrapalhar a obra do Espírito Santo por meio da igreja, é revelada na vida e nas falas dos líderes religiosos, políticos e autoridades do país.

                Alguém afirmou com muita propriedade que a antiga serpente do Jardim do Éden que enganou Eva, colocando dúvidas em seu coração sobre a Palavra de Deus, agora age dentro das igrejas, ela pode estar no púlpito, e a ação é a mesma, desviar as pessoas de confiarem nas Escrituras, colocando dúvida em seus corações sobre a veracidade das Escrituras.

                Nesta passagem que lemos, após a cura do aleijado e pregação de Pedro (cap.3) apresentando Jesus como o Cristo, ungido de Deus, agora ressuscitado e que o uso de seu nome havia realizado a cura; entramos no capitulo 4 e vemos os líderes religiosos e políticos prendendo a Pedro e João.

                Agora estamos no dia seguinte à prisão provisória estabelecida pelas autoridades. Uma reunião do sinédrio (a suprema corte judaica) foi convocada. Sacerdotes, líderes diversos e autoridades do povo, Mestres da Lei, os juristas da época. Todos estão na reunião. Pedro e João foram trazidos para depoimento. Mas eles não demonstram medo. Há algo neles que os encoraja, que os impede de terem vergonha de serem cristãos. O texto afirma no verso 8 que eles estão cheios do Espírito Santo. Essa é a diferença! Por que tantos irmãos em nossa igreja ainda possuem vergonha de compartilhar Cristo com os amigos? Por que alguns dos nossos tem vergonha de orar? Falta-lhes submissão ao Espírito Santo. Encher-se do Espírito é fundamental. O que aconteceu nesta passagem nos ensina muito sobre o nome de Jesus. Vamos descobrir?

  1. O NOME DE JESUS É A RAZÃO DA PERSEGUIÇÃO.

5 +No dia seguinte, o conselho das autoridades, dos líderes do povo e dos mestres da lei se reuniu em Jerusalém. 6 +Estavam ali Anás, o sumo sacerdote, e também Caifás, João, Alexandre e outros parentes do sumo sacerdote. 7 +Mandaram trazer Pedro e João e os interrogaram: “Com que poder, ou em nome de quem, vocês fizeram isso?”.

                As mais altas autoridades reunidas com Pedro e João, dois pescadores incultos, sem instrução formal, não escolarizados, homens simples, que apenas foram usados por Deus, para, pelo uso do nome de Jesus curar um aleijado. Não era de se esperar que a suprema corte se preocupasse com assuntos mais importantes da nação, ao invés de darem atenção a homens sem cultura?

                Mas ali estão os apóstolos de Jesus. Neles estava o Espírito Santo agindo com poder. Aquela liderança não se levantava contra os homens simples, Pedro e João. Eles se levantaram contra o nome que eles usaram para curar o aleijado. A revolta é contra o nome de Jesus. Esses homens do sinédrio foram os mesmos que haviam acusado Jesus e que o levaram a Herodes e, por fim, a Pilatos, pedindo a morte dele, o que culminou com a sua crucificação. Agora estes mesmos homens fazem as mesmas perguntas que fizeram a Jesus tempos atrás. “Com que autoridade fazem estas coisas”. “Em nome de quem”.

                Eles já sabiam a resposta! Eles querem apenas que confessem para que possam arrumar alguma acusação contra os apóstolos.

                Não podemos nos iludir. As pessoas deste mundo estão felizes com os prazeres que seus pecados lhes trazem. Acontece que são prazeres momentâneos e viciosos. Eles precisam cada vez do que praticam, pois quando não o fazem, o que sobre é a dor, o sofrimento, a solidão, a depressão pecaminosa. João afirmou no seu Evangelho, que “a luz veio ao mundo, mas os homens amaram mais a escuridão do que a luz”. O mundo rejeita a Deus e sua Palavra. Por isso precisam de salvação. Mas enquanto rejeitarem o nome de Jesus, farão de tudo para perseguirem aqueles que nele tem depositado sua fé.

  • O NOME DE JESUS É A FONTE DE TODA AUTORIDADE E PODER

8 +Cheio do Espírito Santo, Pedro lhes respondeu: “Autoridades e líderes do povo,

9 +estamos sendo interrogados hoje porque realizamos uma boa ação em favor de um aleijado, e os senhores querem saber como ele foi curado.

10 +Saibam os senhores e todo o povo de Israel que ele foi curado pelo nome de Jesus Cristo, o nazareno, 21 a quem os senhores crucificaram, mas a quem Deus ressuscitou dos mortos.

11 +Pois é a respeito desse Jesus que se diz: ‘A pedra que vocês, os construtores, rejeitaram se tornou a pedra angular’. 

                Uma das coisas que se destacam no início do verso 8 é o fato de Pedro estar cheio do Espírito Santo, numa alusão clara que toda fonte de autoridade e poder vem de Deus sobre sua igreja, e, neste caso específico, o apóstolo Pedro. A resposta de Pedro é bem irônica: estamos sendo interrogados por realizar uma boa ação em favor de um aleijado, e os senhores querem saber como ele foi curado. Pedro parece saber que a questão não é a cura, mas sim, o nome utilizado, o nome de Jesus. Afinal de contas, Pedro havia aproveitado a multidão para pregar a ressurreição de Jesus e reafirmá-lo como o Cristo, o rei de Israel.

                Agora, com toda ousadia e coragem, diante dos mesmos homens que causaram a crucificação de Jesus, Pedro abre sua boca e diz: ele foi curado pelo nome de Jesus Cristo, que vocês crucificaram, mas a quem Deus o ressuscitou dos mortos. Que coragem admirável! Pedro que dias atrás, cheio de medo, havia negado a Jesus quando este foi preso e condenado à morte, agora, cheio do Espírito Santo, olha para os mesmos que condenaram Jesus e afirma: vocês o mataram! Mas Pedro faz questão de mostrar que isso era plano de Deus! Ele cita o Salmo 128.22, dizendo: “A pedra que os construtores rejeitaram se tornou a pedra angular”. Já falei sobre isso aqui, mas vale lembrar que os construtores escolhiam uma pedra de boa qualidade para começar a construção. Agora Pedro diz, vocês rejeitaram a pedra que veio de Deus, mas Deus a tornou a pedra principal da construção, onde toda a construção vai ser fundamentada.

                Jesus é o nome que recebeu toda autoridade no céu e na terra. Todo o poder para transformar vidas vem dele. Sem o nome de Jesus nossas orações perdem o sentido! É pelo nome de Jesus que se faz toda obra na igreja. Se há alguma ação da sua parte nesta igreja em que você queira exaltar seu nome, saiba que esta ação não é aprovada pelo Senhor. Em Gn 11, quando a humanidade teve sua separação em idiomas diferentes, com Deus lhes confundindo a língua, lemos que os homens queriam fazer o nome deles grande. Ao invés de exaltarem o nome do Senhor, queriam exaltar os nomes deles. E o resultado foi a reprovação de Deus.

  • O NOME DE JESUS É O ÚNICO QUE SALVA

12 +Não há salvação em nenhum outro! Não há nenhum outro nome debaixo do céu, em toda a humanidade, por meio do qual devamos ser salvos”.

                Pedro continua sua proclamação do evangelho às autoridades do sinédrio. Vocês mataram Jesus, mas Deus o ressuscitou. E não há salvação em nenhum outro! Não há nenhum outro nome debaixo do céu, em toda a humanidade, por meio do qual devamos ser salvos!

                Pedro dizia estas palavras, provavelmente olhando fixo nos olhos daquelas autoridades que causaram a morte de Jesus. Vocês mataram o salvador, mas ele está vivo! Sim vivo! E somente Ele pode salvar cada um de nós.

                Vejam o poder deste nome! O nome de Jesus é único para salvação. Não há outro nome. Não se pode conquistar a salvação usando o nome de Pedro, de João ou de quaisquer apóstolos, não se pode ter salvação no nome de Maria, ou de José. Não se pode encontrar salvação nem mesmo usando o nome Deus. O nome autorizado para salvação de todo aquele que crê é o nome de Jesus.

                Paulo afirmou em 1 Tm que há um só mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo.

                A igreja católica criou a ideia da deificação de Maria e a coloca como medianeira, mas este texto afirma: Apenas seremos salvos pelo nome de Jesus.

                Qual é nome que salvou você? Em quem você tem crido?

  • O NOME DE JESUS É O ÚNICO QUE DEVE SER PROCLAMADO

13 +Quando os membros do conselho viram a coragem de Pedro e João, ficaram admirados, pois perceberam que eram homens comuns, sem instrução religiosa formal. Reconheceram também que eles haviam estado com Jesus.

14 +Mas não havia nada que pudessem fazer, pois o homem que tinha sido curado estava ali diante deles.

15 +Assim, ordenaram que Pedro e João fossem retirados da sala do conselho23  e começaram a discutir entre si.

16 +“Que faremos com esses homens?”, perguntavam uns aos outros. “Não podemos negar que realizaram um sinal, como todos em Jerusalém sabem.

17 +Mas, para evitar que espalhem sua mensagem, devemos adverti-los de que não falem nesse nome a mais ninguém.”

18 +Então os chamaram de volta e ordenaram que nunca mais falassem nem ensinassem em nome de Jesus.

19 +Pedro e João, porém, responderam: “Os senhores acreditam que Deus quer que obedeçamos a vocês, e não a ele?

20 +Não podemos deixar de falar do que vimos e ouvimos!”.

21 +Os membros do conselho fizeram novas ameaças, mas, por fim, os soltaram. Não sabiam como castigá-los sem provocar um tumulto, visto que todos louvavam a Deus pelo ocorrido,

22 +pois o aleijado que havia sido curado milagrosamente tinha mais de quarenta anos de idade.

                Nos versos finais, os membros do conselho estão admirados com a coragem de Pedro e João. Eram homens comuns, sem instrução. Eles só podiam ter estado com Jesus. Não havia como negar. A presença de Jesus na vida daqueles homens era visível, notória. O que eles poderiam fazer contra os apóstolos diante dos fatos? O homem estava curado. Foi em nome de Jesus! As coisas se encaixavam perfeitamente com a pregação dos apóstolos.  Que eles poderiam fazer? Aliás, essa foi a pergunta deles no verso 16.

                No entanto, o coração endurecido pelo pecado, os faz desejar que a mensagem de Jesus, como o Cristo, morto e ressuscitado e, por isso, único nome a salvar a todo aquele que nele crê, fosse proibida. Eles insistem e ordenam que os apóstolos não falem nem ensinem mais em nome de Jesus.

                Consegue observar que o foco destes líderes é a mensagem sobre Jesus? É Jesus que os incomodava? Pedro dá uma resposta memorável nos versos 19 e 20: Acham mesmo que Deus quer que obedeçamos a vocês e não a Ele? Não podemos deixar do que vimos e ouvimos!

                Meus irmãos, minha oração é que todo crente de nossa igreja tenha coragem de fazer o que os apóstolos fizeram, e dizer o que eles disseram. Também nós não podemos ceder às pressões do mundo que quer nos calar e nos impedir de pregar a palavra de Deus. Também não podemos deixar de falar do que vimos e ouvimos nas Escrituras.

                Os apóstolos foram libertados, mas foram ameaçados para que parassem de pregar. Veremos que isso não aconteceu! O poder do nome de Jesus em seus corações era mais forte. A fé em Cristo, o poder do espírito santo em suas vidas. Eles estavam dispostos a morrer pelo evangelho.

                A pergunta é: e você? Até onde está disposto a ir pelo evangelho de Jesus? Se sua vida correr risco por causa de Cristo, até quanto tempo você lutará por esta fé?

                Os apóstolos sabiam em quem eles criam, sabiam para onde iriam? O que torna crentes em gente disposta a padecer por Cristo é a sua convicção de fé. Você está preparado?

APLICAÇÕES:

  1. Avalie sua fé em Jesus. Veja se, de fato, você acredita no nome dele como único nome capaz de salvar você.
  2. Avalie se sua vida reconhece a autoridade e o poder de Jesus, verificando o quanto você é obediente a ele e sua Palavra.
  3. Avalie se você confia no poder do nome de Jesus, a ponto de dar a vida por ele.

                Seja qual for o resultado, acredite: O Nome de Jesus, sendo fonte de autoridade, de poder e de salvação, deve ser proclamado a todo custo.                 Esse é o nome que salva e que vai transformar sua vida! Creia somente.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *