Como identificar o falsO EVANGELHO? – 2 PEDRO 2.1-3 SERMÃO 5

EXPOSIÇÃO BÍBLICA EM 2 PEDRO

SÉRIE: “CRESCER EM CRISTO PARA VENCER O FALSO EVANGELHO”

COMO IDENTIFICAR O FALSO EVANGELHO?

2 PEDRO 2.1-3

1 No passado apareceram falsos profetas no meio do povo, e assim também vão aparecer falsos mestres entre vocês. Eles ensinarão doutrinas destruidoras e falsas e rejeitarão o Mestre que os salvou. E isso fará com que caia sobre eles uma rápida destruição.

2 Mesmo assim, muita gente vai imitar a vida imoral deles, e por causa desses falsos mestres muitas pessoas vão falar mal do Caminho da verdade.

3 Em sua ambição pelo dinheiro, esses falsos mestres vão explorar vocês, contando histórias inventadas. Mas faz muito tempo que o Juiz está alerta, e o Destruidor deles está bem acordado.

INTRODUÇÃO:

                Há algum tempo atrás, o nosso tesoureiro veio fazer o pagamento do meu salário e ficamos conversando um pouco. Eu peguei o dinheiro e conferi dizendo que estava tudo certo. E ele me disse: “Tem certeza que está tudo certo?”. Afirmei que sim, e ele pediu que ele lhe desse o dinheiro novamente, e então retirou uma nota de 100 reais falsa. A nota era um pouco maior e mais estreita que a verdadeira. Duas coisas ficaram claras para que eu não notasse a nota falsa. A nossa relação de confiança e a minha necessidade do salário.

                De certa forma, por causa destes dois pontos: relação de confiança e necessidade, temos a tendência a não analisarmos com cuidado as coisas que nos são oferecidas e tendemos a cair no erro, achando que tudo está certo.

                Essa é a realidade que vivemos. Você acreditaria que um pastor está fazendo algo errado? Mas, como assim, ele é pastor? Você acha que um cantor que faça tantas músicas lindas poderia estar envolvido com práticas que a Bíblia não concorda?

                Vejamos algumas imagens retiradas de sites de notícias na internet.

                (Exibir slides)

                No texto que lemos, Pedro alertava a Igreja que, não bastasse a perseguição imposta pelo governo, que gerava sofrimento, torturas e mortes, que os fazia andar com cuidado pelas ruas, havia também o perigo interno, gente que iria distorcer as escrituras sagradas com propósitos financeiros e maldosos, que os levariam à ruina interna. E pior do que morrer pelo Evangelho verdadeiro é viver pelo Evangelho falso. Pois o verdadeiro, ainda que você morra, o céu te espera, mas o falso te conduzirá para o inferno.

                Nosso texto, portanto, traz luz sobre os falsos mestres e seus falsos ensinos. Como identifica-los?

                Nossa grande ideia nos ajudará na busca das respostas, vamos falar juntos:

GRANDE IDEIA: Os falsos mestres identificados pela pregação que nega a centralidade de Cristo, pelo apoio a vida imoral e pela ganância financeira, trarão para si o juízo de Deus.

                Vamos analisar esses 3 versos. O que identifica os falsos mestres e seus falso evangelho?

1. SUAS DOUTRINAS NEGAM A CENTRALIDADE DE CRISTO

1 No passado apareceram falsos profetas no meio do povo, e assim também vão aparecer falsos mestres entre vocês. Eles ensinarão doutrinas destruidoras e falsas e rejeitarão o Mestre que os salvou. E isso fará com que caia sobre eles uma rápida destruição.

                Olhar para o verso 1 nos dá muita informação importante. Pedro havia encerrado o capítulo 1 afirmando que ele havia sido testemunha ocular de Cristo. Ele ouviu Deus afirmando que Jesus era o filho amado a quem seus discípulos deviam dar ouvidos. Depois afirmou que mensagem anunciada pelos profetas era como um luz num lugar escuro, e que nenhuma daquelas profecias ou mensagens tinha nascido da cabeça daqueles homens, pois não vieram da vontade humana, mas da vontade de Deus, de forma que, o que as Escrituras dizem não pode ser interpretado de qualquer maneira, pois Deus, por meio do Espírito Santo é quem guiou o que os profetas escreveram. De maneira que as palavras bíblicas são, de verdade, Palavra de Deus.

                Mas no verso 1, Pedro afirma que assim como existiram falsos profetas, gente que fingia ser guiada por Deus e que falavam coisas apenas para ganharem prestigio e dinheiro, também existiria nas igrejas falsos mestres. Isso significa dizer que a existência dos falsos mestres é uma realidade que temos que lidar de forma cuidadosa e atenta. Eles existem. Eles estão por aí. Eles estão em nosso meio. Podem ser líderes (pastores), podem ser pessoas influenciadoras; podem ser cantores, enfim, qualquer pessoa cuja mensagem não corresponda com a mensagem bíblica.

                Pedro inicia sua lista de sinais, afirmando que os falsos ensinam doutrinas destruidoras e falsas, são o que os originais chamam de heresias. A palavra grega “hairesis” tem vários significados, entre eles, o ato de capturar pessoas quando se ataca uma cidade, também se refere a um grupo de homens escolhendo seus próprios princípios e regras. As doutrinas falsas, as heresias são fruto da vontade do homem e não de Deus. Parecem corretas, se apresentam como algo vindo de Deus, mas não são nada disso. Pedro diz que são destruidoras e falsas. Destruidoras porque induzem ao erro; falsas, porque não são originadas em Deus. E, para piorar, há uma clara negação da centralidade de Cristo, mesmo que muitos tenham começado com uma aparente aceitação do Evangelho verdadeiro da salvação.

                Ou seja, muitos destes hereges, começaram como você, numa igreja como a nossa, mas não tiveram Cristo como centro de tudo. Não colocaram a Palavra de Deus como única regra de fé e prática. O resultado são pensamentos, ensinos, sempre observando alguma coisa da fé, mas distorcendo as verdades bíblicas.

                Mas isso se dá apenas com pastores? Não, se dá com qualquer pessoa, com líderes que trocam a Palavra pelas suas emoções. Abandonam a revelação bíblica para dar valor às suas experiências sensoriais e místicas. Assim surgem músicas que, mesmo sendo lindas na melodia, possuem letras que pregam outro evangelho. E é preciso conhecer a Bíblia para identificar os erros. Mas de inicio, ao perceber que Cristo não está sendo o centro, e que o homem tomou o lugar, fuja deles.

                Ao rejeitarem o mestre que os salvou, Jesus Cristo, eles na verdade, rejeitaram a salvação. Enfim, creio que não se trate de crentes que perderam a salvação, mas de gente que estava na lista de Jesus em Mateus 7.22 “Muitos me dirão naquele dia, em teu nome expulsamos demônios, fizemos milagres” aos quais Jesus disse que se apartassem deles, por que ele nunca os havia conhecido.

                Quem segue esse falso evangelho caminha para o inferno, porque não creu em Cristo, mas em alguma invenção humana.

2. SUA PRÁTICA E ENSINO APOIAM ATOS IMORAIS.

2 Mesmo assim, muita gente vai imitar a vida imoral deles, e por causa desses falsos mestres muitas pessoas vão falar mal do Caminho da verdade.

                Meus irmãos, confesso que ao ler esta carta e, em especial, esta passagem, fico espantado com a atualidade dessas palavras. Parece que foi escrita hoje e para nós. Há duas versões gregas para esta passagem, uma diz que o caminho dos falsos mestres é destrutivo e outra fala de um caminho de imoralidade sem limites, um comportamento sexual desregrado, em que a pessoa já nem tenta esconder suas práticas pecaminosas.

                Pedro afirma que essa imoralidade fará com que o Caminho da Verdade seja caluniado. As pessoas falarão mal do evangelho, da igreja, de Cristo, por causa das práticas pecaminosas imorais dessa gente.

                Willian Barclay, comentou que “a palavra “aselgeia” descreve a atitude de alguém que perdeu a vergonha e não dá importância alguma à sua própria reputação”. Eu pergunto, vivemos situação diferente hoje? Nas imagens que vimos no início, temos as provas. São cantores agindo na infidelidade conjugal, na imoralidade sexual, são pastores vivendo na prática da homossexualidade, são líderes que já estão no 3º ou 4º casamento, trocam de cônjuge como trocam de roupas. Nossa sociedade apontando esses pecados absurdos, fazendo acusações e por fim afirmando que Cristo não funciona.

                O que Pedro escreveu serve para nós. Fuja dessa gente. Abra seu olho, busque informações, analise as letras das canções à luz das Escrituras, observe todo o entretenimento que, muitas das vezes, esconde a falta de profundidade bíblica, observe todo o aparato para tornar as mensagens poderosas de eventos sobrenaturais, mas distantes de Cristo.

3. SUA AÇÕES VISAM O LUCRO E NÃO A GLÓRIA DE DEUS

3 Em sua ambição pelo dinheiro, esses falsos mestres vão explorar vocês, contando histórias inventadas. Mas faz muito tempo que o Juiz está alerta, e o Destruidor deles está bem acordado.                 

                Nesta porção, Pedro alerta, eles são gananciosos. Eles querem dinheiro. Essa é uma característica dos falsos líderes, falsos pastores, bispos, apóstolos, e falsos crentes. Sim, porque não podemos falar apenas de líderes, mas também de quem os seguem, daqueles que, nos seus corações alimentam os mesmos desejos pecaminosos.

                Veja que Pedro havia dito no primeiro capítulo da necessidade que temos de fortalecer a fé que Deus nos deu. Ele nos convidou a crescer no pleno conhecimento de Jesus. É o conhecimento bíblico que nos alimenta e nos fortalece para o combate de doutrinas e filosofias falsas, é o conhecimento da verdade que nos encoraja a combater o que é falso.

                Os que tiram Cristo do centro de suas atenções, relativizam as escrituras, estão sempre prontos a dizer que a Bíblia não diz o que está dizendo. Alguém afirmou que “o diabo nunca é tão satânico como quando carrega uma bíblia”. Meus irmãos, precisamos tomar cuidado, e muito cuidado.

                Vejam o alerta de Pedro. Os falsos mestres vão explorar vocês com histórias falsas, inventadas. Na versão ARC, diz que “farão de vós, negócio”. Ou seja, vão ganhar dinheiro com vocês.

                Meus queridos, cuidado! Cuidado com gente que, visando lucro, vende um evangelho de facilidades, de prosperidade, de curas rápidas, de soluções para seus problemas. Gente que não mostra a força destruidora do pecado na sua vida, que não te apresenta a ira de Deus sobre seu pecado, que não aponta para a solução redentora que é Cristo crucificado e o grande amor de Deus revelado ali, naquela cruz, para que você seja perdoado.

                Cuidado! Cuidado! Cuidado! Principalmente pelo fato de que Deus vai punir tais pessoas. O destruidor está bem acordado. Cuidado!

APLICAÇÕES:

                Os falsos mestres identificados pela pregação que nega a centralidade de Cristo, pelo apoio a vida imoral e pela ganância financeira, trarão para si o juízo de Deus.

                Portanto:

  1. Conheça, creia e confie na Bíblia. Só ela tem o verdadeiro evangelho.
  2. Repreenda e fuja daqueles que vivem o falso evangelho.
    1. Se Cristo não está sendo glorificado, desconfie e rejeite.
    1. Se os ensinos e práticas de pessoas, líderes, igrejas não exigem santidade, confissão de pecados e arrependimento para salvação em Cristo, rejeite.
    1. Se apoiam práticas sexuais imorais – fuja.
    1. Se o modo como falam de dinheiro é vendendo a fé – rejeite.
  3. Lembre-se: É conhecendo o verdadeiro evangelho pela Bíblia que você identificará o falso.
Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *