|Prega a Palavra

Esta ordem deve ser vivida por todos nós, servos de Jesus Cristo. Creiamos na Bíblia como única autoridade em questão de fé e conduta.

Quem está ensinando você?

Quem está ensinando você?

QUEM ESTÁ ENSINANDO VOCÊ?

“Quanto a você, porém, permaneça nas coisas que aprendeu e das quais tem convicção, pois você sabe de quem o aprendeu”. (2 Tm 3:14 NVI)

                O advento da internet trouxe consigo a democratização do acesso à informação. Basta acessar um site de buscas para encontrar milhões de páginas sobre qualquer assunto. O problema é que a informação por si não significa muita coisa, pois se não for filtrada quanto à sua veracidade, legalidade e utilidade, teremos adquiridos dados inúteis. A mesma lógica se aplica às questões teológicas e religiosas. Há um sem-número de informações na rede, no entanto, é preciso averiguar suas fontes. Quem disse? O que disse? Quem disse tem condições de dizer o que disse? Essas são questões que precisam ser observadas, quando se trata de filtrar a utilidade ou aplicação das informações adquiridas.

                Um fenômeno observado nos últimos tempos é o grande número de cristãos que estão buscando sua formação cristã, por meios de postagens, livros, vídeos, entre outros formatos. Tais informações estão competindo com o trabalho dos pastores e professores de bíblia nas igrejas. Estes, por sua vez, tentam correr atrás do prejuízo. Mas onde está a fonte confiável, fidedigna das informações quando o assunto é fé cristã? Sem medo de errar, a única fonte autorizada por Deus é a sua Palavra, a Bíblia Sagrada. Para servos de Deus, conservadores nas doutrinas bíblicas, a Bíblia é a única regra de fé e de conduta. Livros, apostilas, TCCs, Dissertações, vídeos, posts de redes sociais, tudo isso deve ser confrontado com as verdades das Escrituras e rejeitado ou combatido, se mostram conflito com as verdades bíblicas.

                Em tempos de desigrejados, fingindo-se cristãos; em tempos de liberais e libertinos divulgando suas relativizações bíblicas como se fosse novas revelações divinas, com textos acadêmicos bem elaborados, que tentam ajustar a Bíblia à cultura, fazendo malabarismo com o vernáculo, a fim de que o texto sagrado seja distorcido sem que tal coisa seja percebida ao leitor é, mais do nunca, necessário ler, estudar, compreender e confiar na Bíblia Sagrada, a Palavra de Deus.

                Parafraseando Jesus Cristo, os textos dos liberais da atualidade, se possível fora, enganaria até os escolhidos. Mas, damos graças a Deus que nos legou sua Santa e Infalível Palavra, por meio de seus profetas, apóstolos e homens santos escolhidos. Somos gratos e cremos que a preservação do texto sagrado em milênios se deve ao seu controle soberano da história.

                Então, se você tem alguém que tem lhe ensinado a Bíblia, um pastor, um crente piedoso, um professor de EBD e, se esta pessoal é fiel à Palavra não a distorcendo, não inventando doutrinas, nem dizendo coisas não condizentes com o Livro Sagrado, é alguém que não somente conhece a Bíblia, mas busca viver seus princípios, seus ensinos; faça como Paulo ensinou ao jovem pastor Timóteo, “permaneça nas coisas que aprendeu e das quais tem convicção, pois você sabe de quem as aprendeu”.

                Observe a fonte de seu aprendizado. Na vida cristã não são, necessariamente, os diplomas que interessam, mas sim o quanto quem lhe ensina está comprometido com Cristo, com a santidade de vida, com pureza moral, com a dedicação sincera de viver em obediência às Escrituras. Se perceber que a fonte onde você tem buscado suas informações contraria o que diz as Escrituras, fuja enquanto é tempo.

                Para sua reflexão, vale a pena repetir: quem está ensinando você?

admin