Deixe Jesus Entrar

Apocalipse 3.20

20 Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e com ele cearei, e ele, comigo.

                Quem acompanhou o último jogo da seleção brasileira olímpica de futebol deve ter ficado muito feliz ao ver que o time brasileiro ganhou a medalha de ouro, um fato inédito na história do esporte em nosso país, e um fato que comoveu toda a nação. Quando os jogadores retornavam para os vestiários o assédio da imprensa foi grande. Dois jogadores chamaram a atenção da mídia nesta fase. Um deles foi Weverton Silva, nosso goleiro que ao repórter da globo disse: “O ouro é nosso, mas a glória é de Deus”. Outro jogador que ganhou destaque foi Neymar Jr. Este colocou uma faixa na testa com os dizeres: “100% Jesus”, desacatando as orientações do Comitê Olímpico Internacional. Mas, logo depois, ainda com a faixa de 100% Jesus na testa, ele tenta agredir fisicamente um torcedor. No dia seguinte, num programa de rádio, um comentarista diz: “Se eu fosse Jesus, processava o Neymar por usar o nome dele em vão!”.

                Queridos, que tipo de cristãos estamos sendo nos dias atuais? Desde criança ouvi pregadores usando apocalipse 3.20 para evangelizar pessoas não convertidas. Mas se olharmos para o texto, ele foi escrito para uma igreja, a igreja de Laodicéia. Uma grande igreja que estava satisfeita com sua vida espiritual. A igreja de Laodicéia é a típica igreja popular, satisfeita com a sua prosperidade, orgulhosa de seus membros ricos. A religião deles era apenas uma simulação. Mas no fundo, os crentes eram frouxos, sem entusiasmo, fracos de caráter, sempre prontos a se comprometerem com o mundo de pecados, eram descuidados. Era uma igreja que tinha perdido o vigor espiritual. Queridos, o problema da Igreja de Laodiceia era que ela tinha uma imagem errada de si mesma. Eles se viam como crentes bons, mas na verdade estavam colocando Jesus do lado de fora. Jesus no contexto, afirmou que Laodiceia era uma igreja morna, apática, tinha todos os recursos, mas não tinha vontade de agir. Vivia uma religiosidade ineficaz. Não fazia diferença se existia ou não. Estava satisfeita consigo mesma, mas distante do que Deus espera de uma igreja.

                Irmãos, precisamos tomar cuidado. Na minha adolescência, os pastores nos advertiam que precisávamos ter coragem de dizer diante de todos que éramos cristãos. A maioria tinha vergonha de carregar uma bíblia. Nos dias atuais, todos sentem prazer em ter uma bíblia na mão, uma camiseta ou tatuagem com textos bíblicos, e até uma faixa de 100% Jesus. Mas continuamos na mesma. Não influenciamos positivamente ninguém. Poucos há que evangelizem. Poucos que oram e se dedicam ao serviço cristão. Poucos que fazem diferença na vida de outros.

                É triste pensar que há igrejas onde Jesus ficou de fora. Igrejas em que ele está à porta, batendo, pedindo para entrar. Elas se chamam de cristãs, elas afirmam que pregam Cristo e o adoram, mas na prática, ele está do lado de fora, não há espaço para ele no culto, na vida, nos pensamentos, nas palavras ou nas ações.

                Volto a perguntar, que tipo de cristão é você? Será que, em sua vida, Jesus está somente na sua roupa, na testa, no exterior, ou seja, do lado fora? Será que ele também bate à sua porta pedindo para entrar?

DESAFIO DE HOJE: Ore ao Senhor e clame pela restauração da sua vida espiritual. Paulo afirmou em Efésios 1 que o poder que ressuscitou a Jesus Cristo está a nossa disposição. Deus pode ressuscitar a nossa fé, nosso fervor, nosso vigor. Jesus continua batendo. Ele espera que a gente deixe ele entrar. Ore e convide-o a retomar a direção da sua vida. Deus nos abençoe. Que a gente seja cristão com Jesus do lado de dentro da vida, da família, da igreja para nunca mais sair.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *