Jonas 1.17 Deus Cuida de Nós

Jonas 1.17

17 Então o Senhor fez com que um grande peixe engolisse Jonas, e ele ficou dentro do peixe três dias e três noites.

                Há uma canção que diz: “Deus cuida de mim, à sombra das suas asas. Deus cuida de mim, eu amo a sua casa. E não estou sozinho, não sigo sozinho, pois Deus, Deus cuida de mim.

                Após se aventurar a fugir da presença de Deus para não cumprir a ordem dele de ir pregar à Nínive, o resultado é que Deus não desistiu de Jonas. A depressão pecaminosa de Jonas que o levou a crer que era melhor morrer do que se arrepender resultou em que os marinheiros o lançassem ao mar, pois já sabiam que a tempestade ameaçadora era obra da mão de Deus, assim como a bonança que se seguiu ao lançamento de Jonas ao mar, também era obra da mão de Deus. Os marinheiros, como já vimos, se arrependeram e se dobraram diante do Deus Criador, a quem Jonas servia e pregava. Mas o servo de Deus, o seu pregador, este ainda permanecia com o coração endurecido.

                Posso imaginar a cena. Jonas é lançado ao mar. Inicialmente águas revoltas e a luta para se manter na superfície. De repente, tudo se acalma. Ele vê o navio perto ainda, mas não pode voltar. Se voltar, a tempestade poderia recomeçar. Os marinheiros estão lá louvando a Deus e oferecendo seu culto, já que diante do que presenciaram havia a convicção de que o Deus de Jonas era Deus de verdade.

                Agora Jonas vê o barco seguindo viagem. Ele começa a afundar. A morte iminente é sua única certeza. Seu pedido fora atendido pelos marinheiros. Ele está no mar. Sem bote salva-vidas, sem boia, sem colete. Ele começa a afundar. Queridos, estou apenas imaginando a cena, não sei o que de fato aconteceu, mas penso que, de alguma maneira, é o que acontece conosco. Temos ordens claras na Bíblia. “Ide e fazei discípulos de todas as nações”; “orai sem cessar”; “Em tudo dai graças”; “sujeitai-vos a Deus”; “fugi da aparência do mal”; “Não se separem”; “perdoai uns aos outros”, enfim, ordens claras da parte de Deus são dadas a nós, pelas escrituras. O que você faz? Para quem falou de Jesus esta semana? Quantas orações você fez? Eram orações segundo a vontade de Deus ou apenas para seus interesses? Consegue ser contente com que o tem? Tem sido submisso a Deus? Tem fugido do mal? Tem sido fiel? Tem perdoado?

                Quando analisamos a Bíblia, vemos o que Deus nos manda fazer e olhamos para nós mesmos, não vemos em nós mérito algum. Há quem condene as falhas dos outros apenas porque elas são diferentes das suas. Mas o resultado da nossa obediência também é afundar. Afundamos nas nossas próprias lágrimas, em virtude de uma vida onde se afirma ser seguidor de Jesus, mas na prática, anda-se fugindo da sua presença.

                O barco se foi. Jonas está cansado de se debater nas águas. Ele começa a afundar. Ele pensa que vai morrer. “Deus me abandonou” – diriam alguns de nós em situações semelhantes. Mas pense comigo, Deus cuida dos seus. Assim que Jonas foi lançado em águas revoltas do alto mar, a tempestade imediatamente cessou. O mar ficou calmo, a escuridão das nuvens se dispersou, e agora há a luz do dia novamente. Deus está agindo. Talvez Jonas não percebesse, mas Deus já estava agindo em seu favor. O nosso pecado também causa a ira de Deus, mas quando somos dele, há punição para os nossos erros, e ela pode ser muito dolorosa, mas com ela, Deus está visando o nosso bem e a nossa recuperação.

                Jonas está cansado. Pode se afogar a qualquer momento. Ah não! Ali vem um grande peixe! Seria um tubarão? Será uma baleia? Serei devorado. Meu fim chegou.

                O grande peixe engoliu Jonas. Ele foi protegido. Foi engolido, mas não mastigado. Estava intacto, talvez inconsciente pelos 3 dias que ficou dentro do peixe, mas intacto, são e salvo. O que parecia ser o fim era a solução de Deus. O que se mostrou como uma completa derrota, era Deus cuidando de seu servo. Teólogos liberais querem insistir que o peixe seja apenas uma lenda. Para mim, a história é real e, inclusive, Jesus a utilizou em Mateus 12.40, como ilustração de sua morte e ressurreição.

                Mas me chama a atenção algo. O Senhor é quem fez com que o peixe engolisse Jonas. Ele deu a ordem e o grande peixe obedeceu. Os marinheiros se converteram e obedeceram a Deus, a tempestade obedeceu a Deus, o grande peixe obedeceu a Deus. Apenas o servo de Deus insiste na desobediência. Será que isto fala algo ao seu coração? O mundo busca Deus em falsas religiões, mas você insiste em não participar dos cultos ao Senhor com sua igreja. Outros grupos religiosos insiste em compartilhar suas ideias, mas você não tem coragem de colocar Jesus em suas conversas. Deus cuida de nós. Ele não nos abandona. Se algo te acontecer, lembre-se de Jonas. Talvez seja você mesmo o responsável. Mas não seja cego. Veja Deus agindo e arrependa-se.

                Desafio de Hoje: Ore a Deus e agradeça pelo cuidado que ele demonstra em sua vida! Sim, apesar do nosso pecado ele se mostra gracioso para conosco. Ele cuida de nós. Mas isto não significa que Ele não vai nos disciplinar e punir pelos nossos erros. Ele o fará, para que sejamos aperfeiçoados em amor. Arrependa-se naquilo que Deus lhe mostrar. Louve a Deus, pela sua graça e misericórdia. Ele te ama, não desiste de você. Mas espera sua obediência.

                Deus nos abençoe.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *