Colossenses 3.15 -17 Vestindo a nova roupa da santidade de Cristo – parte 2 – Os recursos para viver em santidade

TEMA GERAL: CRISTO É TUDO

TEMA DO SERMÃO: VESTINDO A NOVA ROUPA DA SANTIDADE DE CRISTO – PARTE 2 – OS RECURSOS PARA VIVER EM SANTIDADE

COLOSSENSES 3.15-17

15 Que a paz de Cristo seja o juiz em seus corações, visto que vocês foram chamados a viver em paz, como membros de um só corpo. E sejam agradecidos.

16 Habite ricamente em vocês a palavra de Cristo; ensinem e aconselhem-se uns aos outros com toda a sabedoria, e cantem salmos, hinos e cânticos espirituais com gratidão a Deus em seus corações.

17 Tudo o que fizerem, seja em palavra ou em ação, façam-no em nome do Senhor Jesus, dando por meio dele graças a Deus Pai.

 

GRANDE IDEIA: A NOVA VIDA É POSSÍVEL USANDO OS RECURSOS DISPONIVEIS EM CRISTO.

INTRODUÇÃO:

                Há alguns anos atrás visitei o Colégio Estadual onde minha irmã trabalha em Itaperuna. Ela me apresentou as salas da Escola e a estrutura que estavam montando sob a orientação do Secretário de Educação, como um projeto piloto na área de educação pública. Todos os alunos eram cadastrados com um cartão eletrônico. Na hora da merenda, para entrar no refeitório, os alunos tinham que passar o cartão para liberar a entrada. As informações dali iam direto para a Secretaria de Educação. Todos os dias, de forma rápida, o governo do Estado saberia quantas crianças foram alimentadas naquela escola em cada turno. Fui olhar a sala de aula. Todos os alunos tinham um notebook dado pelo Estado. Os professores também ganharam notebook para usar em sala de aula. A presença era conferida automaticamente pela catraca colocada na porta da sala e com o passar do cartão pelo aluno. Um sistema moderno e eficiente. Para ajudar no uso deste equipamento, a secretaria de educação da época financiou cursos de informática e treinamento prático na própria escola. Um professor de informática ficou disponível aos professores da escola para tirar dúvidas durante um ano inteiro. Resultado. O projeto fracassou. Apesar de todos os recursos oferecidos, os professores teimavam em não fazer o treinamento, muitos levaram notebooks para casa e nunca tiraram ele do plástico.

Tinham todos os recursos disponíveis para a escola pública dos sonhos. Mas não sabiam ou não quiseram utilizá-lo condenando o projeto ao fracasso.

                O que Paulo está nos ensinando neste texto é que em Cristo temos todos os recursos disponíveis para vivermos a nova vida que recebemos pela fé. Falamos no sermão anterior que temos um guarda-roupas completo à nossa disposição dado a nós por Jesus. Mas precisamos nos despir do velho homem, da roupa velha do pecado e nos vestir novamente com a nova roupa que Cristo nos dá.

                Hoje vamos analisar que recursos temos para viver uma vida aprovada por Deus. Algo que é plenamente possível se utilizarmos estes recursos. No texto que lemos, quatro são os recursos ou acessórios da roupa, a saber:

 

1.       A PAZ DE CRISTO. (V.15)

15 Que a paz de Cristo seja o juiz em seus corações, visto que vocês foram chamados a viver em paz, como membros de um só corpo. E sejam agradecidos.

 

                A paz é um excelente recurso que recebemos de Cristo para viver a nova vida. A nova roupa que ele nos deu tem esta peça importante.

                Quando olhamos o verso 15, percebemos que temos um verbo um pouco diferente. Nele, Paulo não está dizendo de se revestir da paz de Cristo. O convite é que deixar que ela se torno o juiz em nossos corações. Do jeito que Paulo escreve, podemos afirmar que a paz já está presente em nós, precisando apenas que a utilizemos. O que significa isso? Alguma tradução diria, deixar que governe nossa vida. Um carrinho de criança, tem um motor dentro dele e tem uma peça que regula a velocidade, que permite que o brinquedo alcance uma determinada velocidade. É o mesmo entendimento da paz de Cristo. Nós já a temos. Eu sou filho de Deus e Ele sempre está comigo. O que pode ser melhor que isto. Tenho sua paz. Precisamos deixar que este conhecimento reine, que ele governe nossas vidas, como disse Paulo, seja nosso juiz. Isto tem efeito pessoal em mim e no povo de Deus. Para Hendriksen, (citado por HDL), “paz é a condição de descanso e contentamento no coração daqueles que sabem que o seu redentor vive”.     

                Para Paulo a paz de Cristo é um juiz. É a maneira correta que temos para identificar se estamos agindo corretamente em todas as nossas relações. Vale lembrar que a paz de Cristo é diferente da paz fingida que podemos alcançar naturalmente. A paz de Cristo pressupõe a presença de Jesus no nosso coração (que é o grande mistério revelado por Deus). Esta presença e esta paz é fortalecida com as palavras do verso 16, tendo dentro de nós ricamente a Palavra do Senhor. Paz e um entendimento correto das Escrituras estão intimamente relacionadas.

                Neste mundo, facilmente as pessoas arrumam uma confusão, se machucam seja por palavras ou por agressões físicas. Isto gera uma quebra no relacionamento. E quando as procuramos, por entenderem que estão corretas no que disseram ou fizeram, afirmam que estão em paz. No entanto, a Paz de Cristo é fruto da presença de Cristo em nós e fruto de estarmos cheios da sua Palavra, ou da compreensão do que esta Palavra ensina. Deste modo, quem passou por uma situação em que ofendeu ou agrediu alguém, ainda que somente por palavras, não poderá se considerar em paz, já que não cumpriu o que nos ensina as Escrituras, sobre perdão, mansidão, comunhão e tantos outros temas tão claros na Bíblia, principalmente nos escritos de Paulo.

                No verso 15, Paulo afirma que temos um chamado para vivermos em paz. Não é apenas consciência tranquila fruto de teologia errada, mas sim, tranquilidade da alma que está segura de ter feito a vontade de Deus para que seus relacionamentos sejam vividos em paz, no que depende do crente. Foi o que Paulo ensinou em Romanos 12.18 “18 Se for possível, quanto depender de vós, tende paz com todos os homens”.

                Mas o verso termina nos mandando ser agradecidos. Pastor Hernandes Dias Lopes afirmou que: “Quando temos paz no coração, temos gratidão nos lábios: Paulo ordenou: “e sede agradecidos” (3.15b). E impossível ver um cristão fora da vontade de Deus louvando sinceramente ao Senhor. Quando o rei Davi encobriu seus pecados, perdeu a paz e a capacidade de louvar (SI 32 e 51). Quando ele confessou o seu pecado, voltou a entoar os cânticos de louvor”

                No texto, temos outro acessório ou recurso que temos em nossa nova roupa da santidade, a saber:

 

2.       A PALAVRA DE CRISTO. (v.16)

16 Habite ricamente em vocês a palavra de Cristo; ensinem e aconselhem-se uns aos outros com toda a sabedoria, e cantem salmos, hinos e cânticos espirituais com gratidão a Deus em seus corações.

               

                Vimos nos versos anteriores que haviam falsos mestres tentando espalham seus falsos ensinos entre os colossenses. Perigo que ainda ronda nossas igrejas nos dias atuais. E ainda hoje, o método é o mesmo dos tempos dos colossenses, tentar harmonizar os ensinos bíblicos com suas heresias, sempre levantando a ideia de que a Bíblia não é suficiente.

                Qual o conselho de Paulo? Que a Palavra de Cristo habite ricamente o coração de cada membro da igreja. Existem várias formas de acontecer isto. Quero pensar no termo habite ricamente. Estas palavras estão falando sobre nossa atitude perante a Palavra de Deus. Queremos que ela encontre habitação em nossas vidas.  Existem maneiras diferentes de morar numa casa. Passar a noite da casa do amigo, é só pernoitar. Visitar ali e passar uma semana, é mais que uma noite, mas não é seu lar. Você visita um lugar por meses, fica lá uma temporada, mas ainda assim não é sua casa. Mas, então, você volta e ama sua casa. Tudo está no lugar. Você sabe onde está tudo. É o seu lar. É gostoso voltar para casa. É o que Paulo diz a respeito da Palavra. A Bíblia tem que achar lar dentro de você. Não só visitar, passar noite, alguns dias, mas encontrar um lugar, uma habitação em você.

“Habite ricamente em vocês” está falando de uma atitude que é mais que apenas memorizar versículos e ler a Bíblia. Para que isto se torne realidade em nós, primeiro precisamos responder a pergunta: Queremos que a Palavra de Cristo habite ricamente em nós?

                Paulo nos descreve formas de como isso acontece. Ele fala de ensinar e exortar (aconselhar) uns aos outros. O que acontece no culto é uma forma de ensino sadio, bíblico. É deve ser por isso que estamos aqui. Porque esta é uma das formas que a palavra habitará em nós.

                É preciso pensar que quando o Pastor ou pregador traz uma mensagem genuinamente bíblica, este pregador traz uma palavra que foi soprada por Deus. Ninguém deve vir para o culto só para ouvir um pregador dar bons conselhos. Aqui precisamos ouvir algo que veio de Deus, que foi soprado por ele. Sempre pense nisto. Outra coisa importante a se pensar é na autoridade da Palavra de Deus. Todos nós, seja o pastor ou pregador, seja cada um dos membros da igreja, vivemos sob a autoridade da palavra de Deus, ensinando e aconselhando uns aos outros.              

                Paulo continua falando também sobre o cantar, fizemos isso neste culto hoje também. Sempre vejo o evangelho transformando pessoas em cantores. É a forma da palavra habitar ricamente em nós. Concordo com o Pastor Hernandes Dias Lopes quando diz que “há uma inter-relação entre Bíblia e música na igreja. A pobreza do conhecimento da Palavra reflete no imenso número de músicas evangélicas pobres e vazias de conteúdo bíblico. Os compositores evangélicos precisam ser cheios da Palavra, pois música é teologia cantada”. Neste aspecto, precisamos conhecer a Palavra e muito bem, para também determinar o que cantamos. Salmos (na Bíblia), hinos e cânticos espirituais indicam um tipo de canção necessariamente sagrada, que seja composta em consonância com as Escrituras.

                E Paulo também nos falou de mais um recurso ou acessório:

 

3. O NOME DE JESUS CRISTO (V.17)

17 Tudo o que fizerem, seja em palavra ou em ação, façam-no em nome do Senhor Jesus, dando por meio dele graças a Deus Pai.

 

                O que acontece quando Cristo é tudo? Este verso 17 nos mostra que Cristo realmente deve ser tudo em nós, porque tudo, realmente, está ligado a Cristo.

                Paulo nos fala em 1 Coríntios 10:31 que comendo ou bebendo devemos fazer tudo para glória de Deus.  Precisamos fazer isto para estar com Cristo.

                Assim, devemos aprender que para lidar com as finanças é preciso estar e se parecer com Cristo. Resolvemos nossas questões, qualquer uma delas, com Cristo, para nos tornarmos parecidos com Cristo. Na internet, no facebook, no whatsapp, no youtube é para estar com Cristo. Porque Tudo está em Cristo. Este é o tema deste livro. Você e eu precisamos viver pelo poder do nome de Jesus Cristo em todas as questões da vida. Assim, nada que seja indigno de Cristo deverá ser feito ou falado por nós, por não glorificar o nome de Jesus. Assim como o presidente de um país assina um documento e este, por causa do nome dele, passa a ser lei, a autoridade do nome é reconhecida. Assim também nós, fazemos tudo no nome de Jesus, reconhecendo sua autoridade sobre nós.

               

4. A GRATIDÃO A CRISTO.

                Mas quero finalizar, pensando em uma palavra que é usada no versículo 15, 16 e no 17, “agradecer”; “gratidão”. Um coração grato é falar do que Deus fez o tempo todo. Devemos buscar o céu e ter mente e coração voltados para o céu. Dar graças é uma das maneiras que fazemos isso. Sempre que fazemos isso estamos expressando nossa confiança em sua bondade e soberania. Queremos que gratidão saia de nossa boca o tempo todo. Podemos agradecer por tudo que Deus nos dá e nos fez. Pelo prazer de comer algo, pelos instrumentos, pela voz, pela harmonia. Tudo vem de Cristo. Quando reconhecemos isso, expressamos este reconhecimento por meio da gratidão. Deve ser estranho para o resto do mundo, mas é uma das formas que expressamos que de fato Cristo é tudo.

                Quero que sejamos encorajados, pois há muita instrução aqui. Não fique pensando naquilo que você não está fazendo, tipo: “ah, eu devia ser mais grato; ou; “devia ler mais a Bíblia”; “Eu devia ser mais bondoso”. Não pense assim. Esta Palavra disse que Cristo já nos deu esta vida nova que precisamos. Ele já tirou a velha vida e ela já está morta. Agora temos a oportunidade de matar a velha vida todo dia, porque Cristo já nos deu tudo. Cristo é tudo e nos deu tudo. Nós, de fato, podemos ser bondosos e compassivos, podemos perdoar e amar os outros e só podemos fazer isso, pela força de Jesus. Estas são as maneiras específicas para andar com Cristo. Quando temos comunhão com ele. Quando sou tentado a ter raiva, lembro-me da Palavra e renuncio a ira. Deus me ajude a ser compassivo e bondoso. Ele faz isso, porque ele quer ser visto em seu povo, Ele, de fato, é isto.

                Todo mundo vai saber, quando nos parecermos com ele. E vocês parecem. Vamos fazer mais?

 

CONCLUSÃO:

                A nova vida é possível usando os recursos que estão disponíveis em Cristo. Eles são como peças de roupa ou acessórios da nova roupa de santidade que recebemos. São 4 peças fundamentais que precisam se destacar em nós.

                A Paz de Cristo, a Palavra de Cristo, o Nome de Cristo e um coração agradecido a Cristo.

                Cristo é tudo para você? Então você pode e deve ser parecido com Ele!

 

                Que Ele nos ajude e nos abençoe nisto. Amém.              

5 comentário em “Colossenses 3.15 -17 Vestindo a nova roupa da santidade de Cristo – parte 2 – Os recursos para viver em santidade

  • A Paz de Cristo Jesus meu Amado Pastor!
    Parabéns! que o Espírito Santo do SENHOR venha sempre dar-lhes Sabedoria em abundancia para que o Querido Pastor possa cada vez mais Crescer na Graça e no Conhecimento (2 Pedro 3.18), outrossim, fazer a diferença fazendo a Ordenança de Jesus Ensinando e Pregando a Inerrável e Fiel Palavra do SEnhor com Unção, Graça, Poder e Autoridade com Ousadia do Espírito Santos até que Ele venha para Vidas sejam Salvas, Libertas, Curadas, Batizadas e Renovadas pelo seu Santo ESpírito!
    Oro para que Deus posa lhe recompensar com toda Sorte de Bençãos sobre sua Vida, Família, Ministério e que o Celeiro do Senhor esteja hoje e sempre para o Glória do nosso Senhor!

    Na Paz do SEnhor Jesus Cristo!

    Pr. Aderson F. da Costa
    Cervo do Deus Altíssimo
    Cachoeirinha/Rs

  • Que Deus vos abençoe, pastor; com esta divina explicação sob;Col. 3.15 E a paz de Deus, para a qual tambem fostes chamados em um corpo, domine em vossos corações, e sede agradecidos.e a qual devemos agradecer pela grande graça de termos sido chamados para vivermos em um corpo, tambêm com a graça de termos o espirito, e tambêm a graça de nossa alma; por final ainda temis a GRANDE graça de podermos viver ETERNAMENTE ao lado de DEUS PAI todo poderoso,Não tem como não ficarmos agradecidos irmãos.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *