Colossenses 1.1-14 Cristo é tudo!

EXPOSIÇÃO EM COLOSSENSES

TEMA GERAL: CRISTO É TUDO

 

Texto: Colossenses 1.1-14

1 Paulo, apóstolo de Cristo Jesus pela vontade de Deus, e o irmão Timóteo,

2 aos santos e fiéis irmãos em Cristo que estão em Colossos: Graças a vós, e paz da parte de Deus nosso Pai

3 Graças damos a Deus, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, orando sempre por vós,

4 desde que ouvimos falar da vossa fé em Cristo Jesus, e do amor que tendes a todos os santos,

5 por causa da esperança que vos está reservada nos céus, da qual antes ouvistes pela palavra da verdade do evangelho,

6 que já chegou a vós, como também está em todo o mundo, frutificando e crescendo, assim como entre vós desde o dia em que ouvistes e conhecestes a graça de Deus em verdade,

7 segundo aprendestes de Epafras, nosso amado conservo, que por nós é fiel ministro de Cristo.

8 O qual também nos declarou o vosso amor no Espírito.

9 Por esta razão, nós também, desde o dia em que ouvimos, não cessamos de orar por vós, e de pedir que sejais cheios do pleno conhecimento da sua vontade, em toda a sabedoria e entendimento espiritual;

10 para que possais andar de maneira digna do Senhor, agradando-lhe em tudo, frutificando em toda boa obra, e crescendo no conhecimento de Deus,

11 corroborados com toda a fortaleza, segundo o poder da sua glória, para toda a perseverança e longanimidade com gozo;

12 dando graças ao Pai que vos fez idôneos para participar da herança dos santos na luz,

13 e que nos tirou do poder das trevas, e nos transportou para o reino do seu Filho amado;

 14 em quem temos a redenção, a saber, a remissão dos pecados;

 

GRANDE IDEIA: Quando Cristo é tudo para o cristão ele ama mais ainda sua igreja.

 

                O assunto principal da Carta de Paulo aos Colossenses é Cristo é tudo. Quando sabemos que Cristo é tudo isto cria um amor pela igreja, pelos salvos por Jesus. Tudo é uma palavra que expressa algo bem grande, que cobre muito território. Há, pelo menos, duas maneiras que entender que é verdade. 1º) Jesus Cristo é tudo. Ele simplesmente é tudo. Ele é antes de tudo. Nele todas as coisas estão ligadas. Sem ele tudo cai em pedaços. Ele é absolutamente tudo. No entanto, há ainda um segundo sentido mais pessoal para esta palavra. E é quando Cristo é tudo para nós. Nós fomos criados para expressar isso. Quando Cristo é tudo para nós, isso muda todos nossos relacionamentos. Isto afeta a nossa família, nos afeta como pessoa, isto transforma nosso caráter e nossa cultura. E é isto o que nós vemos na segunda metade da carta. Cristo realmente é tudo. Queremos que ele seja tudo para nós como crentes e como pessoas deste mundo.

                Uma visão rápida sobre o contexto da carta, nos faz lembrar que Paulo está escrevendo da prisão. Ele escreve para um povo que nunca conheceu. Mas uma pequena igreja nasceu em Colossos e estava relacionada com Paulo. Talvez chamamos de uma igreja-neta. Epafras aceitou a Cristo por Paulo e foi criado em Colossos. Achamos que Epafras encontrou Paulo em Éfeso. Paulo pregava lá durante 2 anos na escola de Tirano. Epafras se converteu e era um crente piedoso e comprometido. Quando voltou para colossos, não ficou parado e formou várias igrejas. Plantou em igreja em Colossos e em Laodicéia. Trabalhavam juntos pela igreja. A coisa deve ter andado bem por alguns anos. Mas parece que com o tempo, houve controvérsias doutrinárias e Epafras estava preocupado. Então foi procurar ajuda em Paulo e faz perguntas sobre a natureza de Cristo e a salvação. Estas perguntas fazem esta carta. Leva talvez 20 minutos para ler toda a carta. Mas em cada parágrafo Jesus Cristo é central. Não podemos ver um parágrafo sem ver a importância de Cristo. Esta carta foi construída de maneira típica para Paulo. Primeiro Teologia sobre Cristo, depois prática de Cristo no caráter.

 

Transição: Quando Cristo é tudo para minha vida:

 

1.        APRENDO A AMAR MAIS A IGREJA (1-8)

1 Paulo, apóstolo de Cristo Jesus pela vontade de Deus, e o irmão Timóteo,

2 aos santos e fiéis irmãos em Cristo que estão em Colossos: Graças a vós, e paz da parte de Deus nosso Pai

3 Graças damos a Deus, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, orando sempre por vós,

4 desde que ouvimos falar da vossa fé em Cristo Jesus, e do amor que tendes a todos os santos,

5 por causa da esperança que vos está reservada nos céus, da qual antes ouvistes pela palavra da verdade do evangelho,

                Nestes primeiros oito versículos, vemos que Paulo tem muito amor pela igreja. E isto acontece porque Jesus é central em sua vida.

                Nos versos 1 e 2, lemos o que Paulo está escrevendo e para quem foi escrito. Há algo muito significativo aqui. Paulo os identifica de acordo com a identidade que tem em Cristo. Paulo apóstolo, Timóteo irmão, santos e fieis irmãos.

                Nos versos 3 a 5 logo vemos que Paulo está sempre agradecendo a Deus por eles. Assim como Jesus na ressurreição de Lázaro estava sempre consciente da presença do Pai. Paulo estava sempre orando. E quando pensa em alguma coisa, qualquer coisa, parece que sempre seu pensamento é levado para Deus. Isto denota uma verdadeira comunhão com Deus. Espero que isto encoraje sua vida, pois como crentes em Cristo, carregamos muitos fardos, mas cada um deles devem ser levados a Deus. Entender que Cristo é tudo nos leva a pensar sempre nele em todo tempo.

                No verso 4, Paulo agradece pelo amor e pela esperança que há no céu para ele. Como devemos entender a esperança? Em primeiro lugar, podemos pensar naquilo que a esperança não é: Nossa esperança não é algo que é incerto.  Queridos, na Bíblia nossa esperança é algo certo. É aguardar algo que ainda vai acontecer, porque Deus disse que virá. E o que Deus prometeu, quando ele diz, podemos ter certeza que vai acontecer. Nossa esperança é que nós pertencemos a Deus e o veremos face a face, não estando distantes dele. Não haverá nem memoria das lágrimas. Aguardamos nosso futuro certo ao lado de Deus, por meio de Cristo. Afinal, ele é tudo para nós. A bíblia fala de esperança de algo certo.

 

2.        APRENDO O PODER DO EVANGELHO (5-8)

5 por causa da esperança que vos está reservada nos céus, da qual antes ouvistes pela palavra da verdade do evangelho,

6 que já chegou a vós, como também está em todo o mundo, frutificando e crescendo, assim como entre vós desde o dia em que ouvistes e conhecestes a graça de Deus em verdade,

7 segundo aprendestes de Epafras, nosso amado conservo, que por nós é fiel ministro de Cristo.

8 O qual também nos declarou o vosso amor no Espírito.

                Mas Paulo continua, e nos versos 5,6 vemos como o evangelho avança. (leia o texto novamente) – houve um dia em que os colossenses ouviram e houve um dia que começaram a entende-lo e então ele começou a dar fruto. Observem que há um momento em que eles entendem a palavra de Deus. Queridos, outros vão ouvir a Palavra mas levarão meses até entender e isto deve ocupar nossas orações. Precisamos interceder por estes.

                Nossa experiência nos leva a crer que no Brasil há muitos que se dizem crentes, mas que nunca leram a Bíblia. Como ser crente se nunca leram a Bíblia. E se não conhecem a Bíblia não conhecem a Deus. Para eles ser crente é simplesmente um nome, é só uma marca. Uma senhora vinda de uma igreja dita evangélica veio para a igreja onde eu era missionário no Tocantins. Num culto de oração, pedimos que ela orasse, o resultado: ela não sabia orar. Na igreja dela, só o pastor orava. Gente que não conhece a Bíblia, não deixa o evangelho dar fruto.

                Queridos, comunicar o evangelho é algo difícil. Quando comunicamos o evangelho sempre estamos orando pedindo um milagre. Nossa responsabilidade é proclamar o evangelho, falar que Cristo é tudo. Mas não podemos converter ninguém. Então nós oramos para que Deus lhes dê o entendimento. Quando Paulo ora pelos colossenses, ele agradece a Deus, porque eles ouviram, entenderam e o evangelho cresceu e produziu frutos.

                Nos versos 7 e 8 – Paula explica que eles aprenderam o evangelho de Epafras, chamado de fiel ministro. O evangelho são excelentes notícias que precisam ser compartilhadas. A mesma alegria de contar que um filho nosso nasceu, é a de contar o evangelho. Irmãos, Epafras era homem comum. Mas era alguém que foi cativo pelo amor de Cristo. Deus nos dê mais Epafras em nossas igrejas. Oremos para que Deus levante homens assim. Oremos que para que você seja um crente assim.

 

3.        APRENDO A ORAR PELO POVO DE DEUS. (9-14)

9 Por esta razão, nós também, desde o dia em que ouvimos, não cessamos de orar por vós, e de pedir que sejais cheios do pleno conhecimento da sua vontade, em toda a sabedoria e entendimento espiritual;

10 para que possais andar de maneira digna do Senhor, agradando-lhe em tudo, frutificando em toda boa obra, e crescendo no conhecimento de Deus,

11 corroborados com toda a fortaleza, segundo o poder da sua glória, para toda a perseverança e longanimidade com gozo;

12 dando graças ao Pai que vos fez idôneos para participar da herança dos santos na luz,

13 e que nos tirou do poder das trevas, e nos transportou para o reino do seu Filho amado;

 14 em quem temos a redenção, a saber, a remissão dos pecados;

                Nos versos 9 até o 14 – temos versículos sobre as orações de Paulo. Aprendemos muito sobre oração quando lemos as orações na Bíblia. Deus leva muito a sério as orações. Paulo estava preso numa prisão. Não podia estar com os colossenses. Mas ele ora por eles. A oração pode ser a maior e melhor coisa que você pode fazer por alguém. Eu e você somos incapazes de consertar os problemas. Não sabemos o que fazer. Deus sabe e pode resolver todos os problemas. Mas o nosso privilégio é que Deus ordenou que agíssemos através de nossas orações.

                O propósito de Deus é agir através das nossas orações. Deus age quando nós oramos. Ele não precisa de nós, mas Deus escolheu agir através de nossas orações. O que é fascinante para mim é que não precisamos orar perfeitamente, e por isso Deus nos deu o Espírito Santo. Romanos 8.26, nos diz que o Espírito ajuda em nossas fraquezas porque não sabemos orar como devemos, mas o Espírito Santo intercede por nós com gemidos profundos demais. Então oramos. Oramos pelos outros. Oramos confiando e dependendo de um Deus bom. Temos um Deus bom, sábio e todo poderoso que tem um compromisso com seus filhos e Ele vai cumprir o seus propósitos. (v.9). Há 4 observações que podemos fazer aqui:

1.        Não paro de orar por vocês. Há uma conversa constante acontecendo com Deus.

2.        Oração é pedir – sabemos que é mais do que pedir, mas existe uma parte da oração que é pedir. Tem muitas partes na oração: ouvir Deus, agradecer a Deus, mas também pedir a Deus. Tem algumas pessoas se preocupando de pedir muito a Deus. Eu não quero tratar a Deus como se ele fosse um gênio da lâmpada. Não quero ser a criancinha na loja pedindo tudo o que vê. É importante percebermos isso, porque Deus não existe para nos servir. Nós existimos para ele. Mas há o outro lado. Deus quer que peçamos a Ele aquilo que precisamos. Deus nos criou para sermos dependentes dele. Jesus nos ensinou a nos aproximar do Pai como criancinhas. Jesus nos ensinou a pedirmos o pão de cada dia. O nosso problema é que muitas vezes eu já presumo que o pão diário virá sozinho. Deus nos deu recursos e achamos que sabemos de onde venha nosso pão diário. Talvez haja mais que Deus queira fazer em nós. Ele quer que sejamos sempre pedindo. E quando não pedimos roubamos glória de Deus. Cremos que Jesus é tudo. Será que cremos mesmo que temos tudo que precisamos em jesus. Deus quer que dependamos dele. Mas o perigo é que reconheço que Deus me dá muitas coisas e começo a depender das coisas que ele me deu e não Dele. Deus quer que dependamos dele.

               Irmãos, Deus quer que sejamos dependentes ao ponto em que Jesus seja tudo para nós. Ele quer que peçamos tudo a Ele. E quando não fazemos assim, roubamos glória dele. Paulo pede que os irmãos sejam cheios da vontade de Deus. Paulo fala de coisas específicas e também geral. Ele quer que a igreja conheça a vontade de Deus, o desejo de Deus para eles. Quer que a igreja saiba que de fato pertencem a Deus. O criador, o rei de todos que nos amou e enviou seu filho para nos salvar. Não quero apenas que saibam disso, mas quero que estejam cheios do conhecimento da vontade de Deus.

               Paulo está orando com proposito. Quero que estejam cheios de conhecimento não só uma porção dele, mas todo ele. Vocês são filhos de Deus, cheios em toda sabedoria e entendimento espiritual. Alguém pode agir sem conhecer a vontade de Deus. Então precisa de decisões específicas para agir segundo a vontade de Deus. Precisamos pedir sabedoria e não precisamos temer, e depois podemos seguir a Jesus.

3.        No verso 10, lemos “para possais viver de maneira digna do senhor”. Fazer o bem aos outros por aquilo que Deus fez por nós. Alegra e agrada a Deus.

4.        No verso 11, Ele ora para que sejam fortalecidos com todo vigor. Eu gosto como Paulo ora. Não ora por algo pequeno. Quando ora, ora ao Deus todo poderoso. Deus dê do seu poder para aquele ou aquela irmã. Fortaleça-os com todo tipo de vigor. Lembra como Paulo ora em efésios 1.19,20. Ele ora para que o supremo poder de Deus fosse conhecido. Em Romanos 4.9-17, vemos ele Falando da fé de Abraão. Vejam como fala acerca de Deus. Te constituiu pai de nações. Veja como descreve Deus. – Deus que dá vida aos mortos. Quem mais pode fazer isso senão Deus. Chamar a existência o que não existe. Ele ressuscita os mortos. E isso que Paulo ora para a igreja. Que sejam fortalecido com o mesmo poder usado na ressurreição. Este e o poder que mostra que Cristo é tudo. Deus nos deu tudo em Cristo.

 

4.  APRENDO A DEPENDER DE DEUS 

                No verso 11, Paulo fala de Paciência com alegria. Quando temos alegria é porque estamos dependentes de Deus. Paulo está na prisão, mas está agradecendo. Porque? Porque sabe que Deus está envolvido em tudo. E é o que ele deseja para sua igreja. Precisamos de paciência com alegria, sempre dando graças a Deus. Primeiramente, pela nossa salvação.

                Por fim, nos versos 12-14. (ler). No evangelho descobrimos que Jesus é tudo. Os verbos usados; nos qualificou, nos tirou, nos transportou, capacitou. Não tínhamos nenhuma qualificação, Não poderíamos compartilhar da sua herança. Mas Ele nos libertou das trevas. Este era o único mundo que conhecíamos. Só conhecíamos as trevas. Quando há trevas, há temor, há medo. Nós vivíamos neste domínio de satanás, cheio de medo e morte. Deus nos libertou disto. É o que Deus fez. Nos tirou e nos transportou para o reino de seu filho amado. Satanás nos perdeu. Não tem mais domínio. Pertencemos a Jesus. Estamos no seu reino, sob sua autoridade. O lugar mais livre, somos mais felizes e mais gratos agora. Cristo fez tudo.

 

CONCLUSÃO:

                Esta carta foi escrita para que lembrássemos que Cristo é tudo. Quando estamos cheios do entendimento que Cristo é tudo então vamos amar sua igreja e vamos amar o seu povo. Vamos orar pelos irmãos. Vamos confiar no poder de Deus. Vamos depender do nosso Senhor.

                Você e eu precisamos e devemos viver como sendo Cristo tudo. Queremos amar nosso povo como Cristo nos amou, porque Jesus é tudo. Amém.

                Para você que está aqui e ainda não conhece a Jesus, saiba que ele é tudo que você precisa. Então creia nele como seu salvador. Ele te ama, Ele foi à cruz para que sua vida fosse transformada. Receba hoje a salvação que ele lhe dá de graça, apenas crendo nele como seu salvador e Senhor.

                Para você que é salvo por Cristo, este é o tempo de conhecer mais do Senhor, conhecer mais sua palavra, a Bíblia. Aprender que Jesus é tudo! Viver de modo que o agrade!  

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *