INTEGRIDADE NA PALAVRA

A pessoa de Deus deve ser alguém de palavra. A Sua santidade, amor e integridade devem estar evidentes na sua conversa. Todas as nossas declarações, relatos e escritos devem ser abertos, honestos e bondosos. Tanto Deus como o homem nos julgam pela nossa palavra. “Digo-vos que de toda palavra frívola que proferirem os homens, dela darão conta no dia de juízo; porque pelas tuas palavras serás justificado, e pelas tuas palavras serás condenado” (Mt 12:36-37).


1. Não diga nada que não esteja disposto a aceitar como sua responsabilidade. Não diga nada sobre alguém ausente que não esteja disposto a repetir na sua presença.


2. Tome cuidado com o impulso de sempre fazer um comentário ou dizer algo sobre assuntos que estejam sendo discutidos. Esteja disposto a adiar os seus comentários. Você não precisa falar tudo o que sabe a não ser que a sua informação seja essencial para a discussão. Fale quando seus comentários forem necessários; fique em silêncio quando eles não forem proveitosos.


3. Seja positivo nos seus comentários sempre que possível. Evite a reputação de ser uma pessoa negativa.


4. Tome cuidado com as lisonjas e os louvores exagerados. Eles farão com que você perca o respeito daqueles que o ouvirem.


5. Não deixe de dar crédito aos que colaborarem com idéias e auxílio.


6. Evite o plágio ao falar ou escrever.


7. Não assuma uma atitude de autoridade nas áreas em que sua informação, experiência e treinamento forem incompletos.


8. Tenha cuidado com os seus comentários sobre outros como faria caso se tratasse de um membro da sua família.


9. Seja tardio em acreditar em relatos negativos e continue a crer no melhor enquanto for possível. Seja especialmente cuidadoso, evitando lançar qualquer reflexo ou suspeita sobre um companheiro ou líder cristão.


10. Jamais critique os motivos dos outros. Você raramente pode colocar-se na posição deles e, portanto, entenda claramente a motivação deles. Conceda sempre o benefício da dúvida. Lembre-se, você apenas ouve as palavras e vê os atos; não conhece todos os motivos.


11. Tenha intenções totalmente sinceras em tudo o que diz. Fale para abençoar, ajudar e guiar.


12. Seja correto em todos os detalhes ao apresentar estatísticas e descrições. Tenha cuidado com o excesso de generalizações, declarações suavizadas ou exageros.


13. Seja fiel na caracterização. Todas as declarações devem ser justas, eqüitativas e sem acréscimos, a fim de que os seus comentários possam ser repetidos sem hesitação, sem levar em conta quem esteja presente.


14. Evite declarações dúbias. Evite toda ambigüidade; que a sua posição seja sempre definida. Se você mudar de posição, afirme isso, mas cuide para que não pareça ter-se equivocado. Fique atento para ver se as pessoas pensam que não podem confiar no que você diz.


15. Peça diariamente ao Espírito Santo para guiar ou restringir você no seu falar.

 

 

Wesley Dwell no livro “Em Chamas para Deus” 

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *