1 Coríntios 13.4-7 AMAR É…

1 Coríntios 13.4-7

4 ¶ O amor é paciente, é benigno; o amor não arde em ciúmes, não se ufana, não se ensoberbece,

5  não se conduz inconvenientemente, não procura os seus interesses, não se exaspera, não se ressente do mal;

6  não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade;

7  tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.

INTRODUÇÃO:

                Na semana passada, vimos que Paulo nos apresentou o amor como sendo o melhor de todos os caminhos e nos ensinou a evitar os obstáculos que poderiam vir sobre este caminho. Agora, Paulo parece apresentar as qualidades que tornam o amor o melhor caminho a ser trilhado, e o melhor prêmio a ser buscado pelo cristão.

                Assim, se entendermos as qualidades apresentadas neste texto sobre o amor, e nos dispusermos a repeti-las ou demonstrá-las em nossas vidas, descobriremos o caminho sobremodo excelente para a nossa vida.

                Que qualidades são estas? As qualidades nos são apresentadas por um sequencia de 14 palavras ou expressões que precisamos analisa-las a fim de termos uma noção exata de que tipo de amor está se falando na Bíblia.

  1. 1)TER PACIENCIA – (Makrothumeo) – Esta palavra convida o cristão a ser de um espírito paciencioso, que não perde o ânimo e que, caso a situação mereça uma punição, ser demorado para ficar com raiva e para punir. A palavra ainda admite a situação em que você é ofendido, mas deve resistir e suportar as ofensas, perseverando bravamente.

Amar nesta palavra exige um comportamento que abra mão da vingança, do rancor, das mágoas.

  1. 2)SER BENIGNO – (chresteuomai) – usar de bondade, ser gentil. Fazer o bem sempre. Este é um desafio àquele que deseja amar conforme a Bíblia manda. Mas aqui não está possível uma escolha. Esta não é uma opção, é uma característica do amor. Se a gentileza e a bondade não fizerem parte do modo como tratamos alguém, seja ele quem for, ainda não estamos praticando o amor verdadeiro e bíblico.
  1. 3)NÃO TER CIUMES – (zeloo) – não deixar que o zelo por alguém ou alguma coisa seja tão forte a ponto de causar raiva ou ódio, o que invalida o amor de alguém. Quem ama, deve zelar pelos seus, mas de um modo não prejudicial, nem a si mesmo, nem aos outros a quem se ama ou que se deva amar.
  1. 4)NÃO SE UFANAR (perpereuomai) – O mesmo que não se gaba. Segundo Paulo, a pessoa que faz algo por amor, não precisa ficar se gabando do que fez. Não interesse em aparecer ou de se mostrar. A exibição própria é desnecessária. Não existe busca de elogios ou de reconhecimento. O amor é recompensa em si mesmo. Quem ama está satisfeito pelo que fez ou deu, e não pelo que receberá em troca.
  1. 5)NÃO SE ENSOBERBECER (phusioo) – A palavra traz a ideia de soprar, e é entendida aqui como estar cheio de si, comportar-se de modo orgulhoso, ser arrogante. Quem ama tem a sensação de que o que fez ainda é pouco. Assim, se sentirá sempre devedor e nunca na condição de autossuficiente ou na condição de cobrar algo de alguém por que lhe fez alguma coisa primeiro. Paulo ensinava que a única dívida que um cristão pode ter com alguém é o amor (Rm. 13.8)
  1. 6)NÃO SE CONDUZIR INCONVENIENTEMENTE (aschemoneo) – Paulo está afirmando que quem ama não age de forma indecorosa, indecente ou imoral. Em nossa sociedade, amor está sempre relacionado a sexo. Mas mesmo este, não precisa ser vulgar ou imoral. Assim, quem ama não age de maneira que escandaliza, ou que envergonha sua família, sua igreja ou a Jesus, o nosso Senhor e Deus.
  1. 7)NÃO PROCURAR SEUS PROPRIOS INTERESSES (zeteo, heautou) – esta combinação de palavras falam de procura criteriosa, de empenhar nisso, até encontrar. OPaulo parece dizer é que quem ama não investe seu tempo todo nas coisas que interessam apenas a si mesmo, pelo contrário, na mente e no coração de quem ama, empenhar-se pelo outro já é considerado bênção ou recompensa para si mesmo. O outro sempre está nos planos daquele cristão que ama como Jesus.
  1. 8)NÃO SE EXASPERAR (paroxuno) – A tradução literal é não se tornar afiado, não se amolar. A ideia é de não permitir que alguma situação o deixe irritado, queimando de raiva, como acontece com a faca num esmeril, por exemplo, que esquenta tanto que às fezes sai faísca. O cristão deve vencer tal dificuldade, pois tem o Espírito Santo habitando em seu coração e pode, se desejar, permitir que flua em si o fruto do Espírito, submetendo sua vida sob o controle do Senhor.
  1. 9)NÃO SE RESSENTIR DO MAL (logizomai e kakos): a palavra que é traduzida por ressentir, no original tem a ideia de alguém que faz contas, que avalia, que considera e reconsidera. Aqui, seria ao nosso equivalente de “ficar remoendo as coisas do passado”. Mal é a tradução de kakos, que significa um modo de pensar, sentir e agir errado ou perverso.seja, se alguém fez alguma ação prejudicial ao cristão, ele é capaz do perdão e não fica remoendo as coisas velhas, com vistas à algum tipo de vingança.
  1. 10)ALEGRAR-SE COM A VERDADE E NÃO COM A INJUSTIÇA – (adikia, aletheia) – Para Paulo, a injustiça é fruto da mentira. Assim o oposto dela é a verdade. Se alguém faz algo que não é correto e quebra uma lei de Deus, ele está errado. E se alguém apoia seus atos e não o corrige, quem o ama, não pode coadunar-se com tal feito.
  1. 11)TUDO SOFRER (stego) – a palavra original é cobertura, telhado. Parece que é como colocar uma cobertura no assunto e aguentar e tolerar tudo. O sofrimento faz parte da vida de quem ama. Embora, muitos passem a vida tentando evita-lo, todo cristão que ama de verdade, como Cristo amava, vai aprender que chorar e sofrer pelos outros é algo muito comum e necessário.
  1. 12)TUDO CRER (pisteuo) – é uma palavra com várias possibilidades de tradução ou aplicação. Originalmente fala de pensar que é verdade, de depositar confiança. Mas pode ser entendida como fidelidade. Neste caso, o ensino de Paulo é que quando alguém ama ele está disposto a permanecer fiel ao outro, ainda que sofra com isso. Talvez isso explique as suas palavras, quando se referiu a Deus e a nós no quesito fidelidade dizendo em 2 Timóteo 2:“se somos infiéis, ele permanece fiel, pois de maneira nenhuma pode negar-se a si mesmo”.
  1. 13)TUDO ESPERAR (elpizo) – Aqui a ideia é de uma espera confiante. É fazer uso da fé e da esperança, as grandes parceiras do amor que perdurarão para sempre. Quem ama, espera. Aqui pode ter várias aplicações. Os casais solteiros que amam a Deus e um ao outro e que por isso esperam o casamento para terem suas relações conforme a vontade de Deus, o que demonstra obediência ao Senhor e maturidade para fazer algo que, fora do casamento e da estrutura familiar traz sérios problemas.

Aqui pode se aplicado, aos pais que esperam confiantemente que seus filhos se recuperem de alguma falha cometida. É a fidelidade ao outro, dando a ele a oportunidade de mudar.

  1. 14)TUDO SUPORTAR (hupomeno) – a ideia é não fugir ou não se retirar do lugar. Pode ser traduzida até como sofrer, aguentar bravamente e calmamente até maus tratos.

É manter-se firme em Cristo, mesmo sob desgraças e provações. Amar é algo fabuloso. Paulo traz conceitos tão fortes que, talvez a gente olhe para dentro de si mesmo e se pergunte se alguma vez já amamos assim, de verdade.

 

CONCLUSÃO

                Para concluir, depois de vermos estas qualidades que o verdadeiro amor possui. É preciso se perguntar se é este tipo de amor que estamos demonstrando para as pessoas. Esse amor que se sacrifica pelo bem do outro.  E é igualmente preciso que nos coloquemos sob a graça restauradora de Cristo e peçamos sua ajuda, seu perdão, suas forças para continuarmos. Se ainda não estamos amando como Paulo nos ensina nestes versículos será preciso tomar esta decisão. Esta é uma verdade. Amar é uma decisão, uma escolha que vai incluir todas estas qualidades acima. Você as tem? Deus te abençoe. Você não as tem? Ore ao Senhor e peça ajuda! Mas não deixe de decidir amar a todos conforme é a vontade de Cristo para sua vida. Em Cristo, amém!

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *