1 Coríntios 7.17-24 – Mudando por Dentro

Texto: 1 Coríntios 7.17-24

17 Cada um deve continuar vivendo de acordo com o dom que o Senhor lhe deu e na condição em que se encontrava quando Deus o chamou. É essa a regra que eu ensino em todas as igrejas.

18 Se um homem judeu, que é circuncidado, aceita o chamado de Deus, ele não deve tirar as marcas da circuncisão. E, se um homem não-judeu, que não é circuncidado, aceita o chamado de Deus, ele não deve circuncidar-se.

19 Não faz diferença estar circuncidado ou não; o que importa é obedecer aos mandamentos de Deus.

20 Cada um deve continuar como era quando aceitou o chamado de Deus.

21 Você era escravo quando Deus o chamou? Não se preocupe com isso. Mas, se você pode se tornar livre, então aproveite a oportunidade.

22 Pois o escravo que foi chamado pelo Senhor é agora um homem livre que pertence ao Senhor. Assim também o homem livre que foi chamado por Cristo é escravo de Cristo.

23 Deus comprou vocês por um preço; portanto, não se tornem escravos de seres humanos.

24 Irmãos, cada um deve continuar na presença de Deus assim como era quando Deus o chamou.

INTRODUÇÃO:

 

                Na semana passada, falamos sobre o princípio bíblico para a manutenção do casamento: não se separe.

                Agora, nestes versículos, Paulo parece fazer um parêntese no assunto ou mudar de assunto completamente, para estender um princípio em que ele afirmou por três vezes. Cada um deve continuar na presença de Deus assim como era quando Deus o chamou. Nos versículo 17, 20 e 24, Paulo repete as mesmas palavras. Mas a que ele se refere?

                Paulo fala sobre mudanças exteriores ou aparentes. E explica que as mudanças exteriores, aparentes não são necessariamente o que Deus espera de nós. A transformação bíblica que Deus deseja em nós é no interior, é na mente, na alma, no espírito e isto, consequentemente, afetará também em mudanças externas.

                Assim, Paulo nos dá 3 instruções importantes.

  1. 1)Para ser um crente você não precisa mudar de raça.

                Nos versículos 17 a 19, Paulo faz alusão a uma prática judaica de querer que todas as pessoas que se tornassem cristãs, também assumissem para si, as características físicas e práticas que os judeus faziam. Paulo mostra que não precisamos nos tornar judeus para sermos de Jesus.

                Não preciso trocar de nacionalidade porque entreguei minha vida a Jesus, que foi um judeu, mas que era Deus na forma de homem e que apenas veio a este mundo como judeu, por uma questão de necessidade. Ele precisava nascer em algum lugar. Deus escolhera Israel como o povo que daria o salvador ao mundo. Ele precisava escolher um povo e o fez pela sua soberana vontade.

                Mas agora, a revelação de Deus, pela Bíblia nos dá entendimento para saber que a salvação é universal. Ela alcança a todos quantos arrependidos de seus pecados, depositam sua fé em Cristo e o recebem como salvador. E estes cristãos do mundo todo, isto incluindo a nós mesmos, não precisam ser judeus, nem seguir as práticas dos judeus para confirmar sua salvação. Salvação é dada de graça e pelo sacrifício de Jesus, jamais pelo fato de nascer judeu.

  1. 2)Para ser um crente você não precisa mudar sua posição social.

                Nos versículos 21 e 22 nos mostram que eu não preciso me tornar um homem rico para receber a salvação. Também o contrário e verdadeiro. Não preciso me tornar pobre para receber a salvação. Deus nos aceita na condição social em que estamos. Seja pobre, seja rico, seja escravo, seja livre.

                Não importa em que você trabalha ou quanto dinheiro você tem, Deus o aceita e garante sua salvação pela fé que você depositou na pessoa de Cristo.

                A igreja é chamada para não fazer acepção de pessoas. Isto significa dizer que não podemos desejar a salvação apenas de ricos ou trata-los de forma diferenciada da maneira que se trata um pobre.

                Também indica que precisamos igualar todos e no nível de Cristo. O que torna alguém maior ou menor não será seu dinheiro, mas se é salvo ou não por Jesus. Se vive ou não para Cristo.

                Mas a marca cristã de alguém grande é que ele é aquele que serve. Este foi o exemplo de Jesus quando afirmou que o filho do homem não veio para ser servido, mas para servir.

  1. 3)Para ser um crente você não precisa estar apenas em ambiente religioso.

                Nos versículos finais, 22 a 24, Paulo nos mostra que o homem, mesmo sendo livre, tornou-se escravo de Cristo. Jesus nos comprou para si por um alto preço. E, portanto, não podemos deixar que sejamos escravizados pelos homens. O que ele queria dizer com estas palavras?

                Uma vez que se pertence a Cristo, a pessoa não mais está presa aos empecilhos terrenos que o mundo tenta nos impor. Nas palavras do Novo Comentário da Bíblia, “O espírito cristão transcende os empecilhos terrenos, ciente de que as circunstâncias da vida estão todas sob a direção de Deus”. Ora, já que Deus dirige todas as coisas, até as complicadas e difíceis, aqui se cumpre o que Paulo já havia dito em Romanos 8.28 que “todas as coisas contribuem para o bem daqueles que são chamados segundo o propósito de Deus”.

                Além disso, as palavras de Paulo neste texto mostram que você pode e deve continuar trabalhando na profissão que você sempre trabalhou, a não ser que tal profissão seja imoral ou contrária à vontade de Deus. Isto implica que devemos ser do Senhor todo dia e o dia todo. Continuar na presença de Deus assim como era quando Deus o chamou é viver Cristo no seu dia-a-dia, no seu trabalho, nos seus negócios, na sua casa.

                Não preciso de um ambiente espiritual como o templo ou uma reunião religiosa. Posso e devo viver o cristianismo durante as 24 horas do meu dia.

CONCLUSAO:

                Aprendemos com Paulo que Deus deseja que sejamos dele em todo tempo, não importa a nossa raça, a nossa posição social, devemos viver a vontade de Deus. A mudança que Deus exige de nós é interna, espiritual, deve mudar nossa mente, e se for necessário, mudará nosso exterior. Deus nos abençoe.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *