1 Coríntios 2.1-5 – O Evangelho Poderoso de Deus

O EVANGELHO PODEROSO DE DEUS

Pr. Joaquim José da Costa Dias

 

TEXTO: 1 CORÍNTIOS 2.1-5

1 ¶ Meus irmãos, quando fui anunciar a vocês a verdade secreta de Deus, não usei muitas palavras nem grande sabedoria.

2 Porque, quando estive com vocês, resolvi esquecer tudo, a não ser Jesus Cristo e principalmente a sua morte na cruz.

3 Quando visitei vocês, eu estava fraco e tremia de medo.

4 O meu ensinamento e a minha mensagem não foram dados com a linguagem da sabedoria humana, mas com provas firmes do poder do Espírito de Deus.

5 Portanto, a fé que vocês têm não se baseia na sabedoria humana, mas no poder de Deus.

 

INTRODUÇÃO:

                Em nossas reflexões anteriores sobre o capítulo 1 de 1 Coríntios, mostramos que a igreja vivia momentos de crise no que dizia respeito ao crescimento espiritual. A baixa moralidade do povo do Corinto estava afetando de certa forma a vida da igreja que seus membros, que deveriam ser exemplos para todos, acabavam repetindo em suas ações os pensamentos pecaminosos do povo não cristão. Enquanto muitos ainda discutiam a validade ou credibilidade da mensagem do evangelho pela pessoa que pregava, escolhendo então os melhores oradores, Paulo mostra que mais importante que pessoas é o poderoso poder de Deus, chamado Evangelho de Jesus Cristo, cuja mensagem transforma vidas e as conduz para o céu.

                Neste início do capítulo 2 de 1 Corintíos, já nos cinco primeiros versículos, temos ensinamentos de extremo valor sobre o poderoso evangelho, que é o poder de Deus, e que tudo deve ser baseado nele, e não na sabedoria humana. Diante disto, Paulo nos ensina 4 pontos relevantes em nossa relação com o evangelho. São eles:

  1. 1)NOSSA VIDA DEVE SER BASEADA NO EVANGELHO PODEROSO DE DEUS E NÃO NA SABEDORIA HUMANA.

Nos versos 1,2 Paulo apresenta o seu testemunho de que sua razão de viver era Cristo e sua vida deveria ser uma repetição dos atos do Senhor. Ele lembra aos crentes que na sua ida a Corinto para lhes anunciar o evangelho, ele esvaziou-se de si mesmo. Não teve interesse em demonstrar sua muita sabedoria secular, pois aprendeu com Cristo que a sabedoria de Deus era mais importante e valorosa.

                Quando disse: “resolvi esquecer tudo, a não ser Jesus Cristo e principalmente sua morte na cruz”, Paulo está nos deixando a lição mais importante de todas. Devemos basear nosso modo de viver no modo de viver de Jesus e isto significa em sermos obedientes a Deus em todo tempo, mesmo que isto signifique prejuízos ou morte. Se havia alguma coisa que valia a pena saber e conversar sobre ela, essa coisa ou este assunto era Jesus, crucificado. Ou seja, a garantia de nossa salvação.

                Paulo não se considerava grande coisa, mas considerava Cristo tudo na sua vida e tudo através de sua vida, para abençoar os outros.

                E você? O ensino do evangelho para você é: Cristo morreu na cruz por você. Ele foi obediente a Deus até a morte. Você está disposto a fazer o mesmo? A viver para Deus de forma obediente em cada área ou momento de sua vida?

  1. 2)NOSSA MENSAGEM DEVE SER O EVANGELHO PODEROSO DE DEUS E NÃO AS CONVICÇÕES HUMANAS.

Ainda nos versos 1 e 2 encontramos outro ponto interessante dos ensinos de Paulo, é que ele não tinha outra mensagem para repassar. Ele não contava nada que não fosse a verdade bíblica de que Jesus Cristo foi morto e ressuscitou e isto nos garante a salvação eterna, exigindo dos incrédulos arrependimento e mudança de vida, e dos crentes santificação e ajustes de comportamento e valores.

                É interessante perceber que as convicções humanas, os valores e ensinos do nosso tempo não se comparam e nem causam o mesmo efeito transformador que o Evangelho pode causar.

                Na última campanha política que tivemos, no segundo turno, os dois últimos candidatos à presidência, reconheceram nos debates que as igrejas, em virtude de sua mensagem, são extremamente eficientes na recuperação de pessoas viciadas. Será que é porque temos a melhor medicina ou melhores métodos de recuperação? Claro que não. É porque nós temos Cristo crucificado, temos sua alegria, temos sua transformação, temos seu perdão, temos seu amor, e quando repassamos tudo isso, outros são libertos, salvos e impactados com o poderoso evangelho de Cristo.

                Filosofias, ciências, doutrinas e rituais religiosos não serão grande coisa na vida de alguém. Quem não passa pela transformação do evangelho, entra numa igreja, batiza-se, convive conosco, mas acaba saindo, pois são as suas convicções que prevalecem e não o evangelho de Jesus Cristo.

                O que está prevalecendo na sua vida: O Evangelho poderoso de Jesus ou as convicções que você adquiriu ao longo da sua vida?

  1. 3)NOSSO MÉTODO DEVE SER O ENSINADO PELO EVANGELHO PODEROSO DE DEUS E NÃO PELAS ESTRATÉGIAS HUMANAS.

Nos versículos 3 e 4, Paulo nos fala em como ele ensinou o Evangelho na cidade de Corinto. Ele diz que foi com medo, com tremor, mas também com provas firmes do poder do Espírito de Deus.

                Que coisa fantástica! Claro que Paulo tinha estratégias, métodos diferenciados para levar a mensagem de Cristo às pessoas. Mas ele submetia todo o seu modo de fazer aos critérios do Espírito Santo. Ele não impedia o Espirito Santo de agir e de ter o controle da situação.

                De certa maneira, quando qualquer outro assunto se torna mais importante do que o evangelho de Cristo para nós, é porque ainda não deixamos que o Espírito Santo tenha o controle de nossas vidas.

                Por incrível que pareça, a Bíblia nos apresenta muitas metodologias interessantes para o crescimento da igreja. Jesus mandou que os irmãos fossem de dois em dois para pregarem o evangelho. Em Atos, o Espírito Santo incentivou os crentes a se reunirem de casa em casa e no templo. Cultos públicos no templo, reuniões de oração e pregação da palavra nas casas, evangelização pessoal sozinho ou em dupla, não são coisas inventadas por métodos ou pela inteligência humana apenas, mas são ideias apresentadas pelo próprio poder do Espírito Santo de Deus.

                Não podemos impedir o Espírito de Deus de agir na vida de nossa igreja. Você deve ajustar sua vida para que o Espírito Santo tenha o controle da situação, da sua vida, da sua família e da nossa igreja. O que você tem feito para que isto seja realidade em sua vida?

  1. 4)NOSSOS PROPÓSITOS DEVEM RELACIONAR-SE COM O EVANGELHO PODEROSO DE DEUS E NÃO COM NOSSOS PRÓPRIOS INTERESSES.

No verso 5, Paulo declara que o propósito de anunciar o evangelho de forma clara, simples, segundo o que realmente está revelado nas Escrituras, era que ninguém baseasse sua fé em pensamentos humanos, mas de fato e de verdade na mensagem bíblica do evangelho de Cristo.

                Muitos não conseguem entender isso. Aqui está o porquê de muitos pastores tomarem cuidado com pessoas de fora que às vezes são convidadas para cantar ou pregar. O que elas pregarão nas suas músicas, nas suas palavras ou nas suas pregações? O evangelho de Cristo, conforme a Bíblia? Ou suas próprias ideias e interesses?

                Se a nossa fé for baseada em uma pregação distorcida e errada das Escrituras, teremos um modo de viver também distorcido e errado, o que pode comprometer nosso futuro espiritual.

                Mas se o que ouvimos sendo pregado é a palavra pura e perfeita de Deus, conforme expressa na Bíblia, temos a segurança de ouvir uma mensagem de Deus, conforme sua vontade e seus propósitos divinos, que trarão bênçãos a todos os que a ouvem.

                Qual o seu propósito quando compartilha com alguém alguma ideia a respeito de algum texto bíblico? Sua resposta deve sempre ter em mente dar aos outros uma base sólida, bíblica e verdadeira, para que a fé daqueles que ouvem você, não se baseie na sabedoria humana, mas na sabedoria de Deus.

CONCLUSÃO:

                Você viu comigo que o Evangelho é o poder de Deus, era importante para Paulo e importante também para nós vive-lo para comprovarmos sua eficiência em nossas vidas e para servirmos de testemunho; pregá-lo do jeito como a Bíblia nos ensina; usar métodos bíblicos para fazer isso, e enfim, com propósitos bíblico-divinos de salvar e abençoar a todos.

                Deus nos abençoe.

3 comentário em “1 Coríntios 2.1-5 – O Evangelho Poderoso de Deus

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *